PUBLICIDADE
Topo

Jeep Compass 4xe x Longitude

28/07/2022 14h43

Em abril, a Jeep lançou no País a versão Série S 4xe do Compass, a primeira da marca com motorização híbrida em nosso mercado - e a única do tipo com tração 4x4 e reduzida à venda no Brasil. Importada da Itália, a novidade é do tipo plug-in, cujas baterias podem ser recarregadas durante frenagens e desacelerações e também na rede elétrica. O UOL Carros agora está no TikTok! Acompanhe vídeos divertidos, lançamentos e curiosidades sobre o universo automotivo. Dessa forma, o 4xe pode rodar mais de 40 km sem gastar uma só gota de gasolina (ele não é flex), em condições ideais de uso, ou combinar os propulsores 1.3 turbo a combustão e os dois elétricos para proporcionar baixíssimo consumo - que pode passar de 20 km/l na cidade. A má notícia é que o Compass híbrido tem preço sugerido de R$ 350 mil, bastante superior ao valor cobrado pelas configurações convencionais. Para se ter uma ideia, a versão Longitude Flex, a mais vendida do utilitário esportivo médio mais emplacado do Brasil, hoje sai por R$ 178.690 - quase metade do custo do híbrido. Vale a pena gastar tanto dinheiro no "Jeep do futuro" ou é melhor partir para a variante mais racional e preferida pelos consumidores? Confira o duelo a seguir e tire suas próprias conclusões.