PUBLICIDADE
Topo

Mandado pelos ETs? Fusca viraliza ao funcionar com galho de árvore

Colaboração para o UOL

28/06/2021 16h59

Um vídeo que circula nas redes sociais reforça a crença popular de que "com barbante e durex, qualquer pessoa conserta um Fusca". No caso, o "mecânico" literalmente utilizou um galho de árvore no lugar de um cabo da vela para fazer o lendário Volkswagen pegar - tudo para provar, segundo ele, que não adianta retirá-lo para evitar a ação de ladrões.

"Com um pedaço de galho, o MacGyver vai fazer a prova de que tirar o cabo de vela não resolve nada. Com um pedaço de galho, o cara faz outro cabo de vela".

Com essa afirmação, a filmagem mostra um homem arrancando o galho de uma árvore. Em seguida, ele vai até um Fusca azul estacionado na rua, retira o conector da bobina, o substitui pelo pedaço da árvore e pede para darem partida. E o Fusquinha pega na hora.

"Aí galera, ladrão leva o carro sem cabo (de vela)", diz o homem. "Fusca é bom mesmo". Em seguida, ele retorna com o cabo original e dá partida de novo para mostrar que o efeito é o mesmo.

O UOL Carros procurou um mecânico especializado em Fusca e confirmou a veracidade da "mágica". Na verdade, a gambiarra dá certo em outros modelos automotivos.

O segredo no caso do galho de árvore está na forma de conduzir a eletricidade, afirma o mecânico Rafael Filgueiras, que há mais de 15 anos tem uma oficina especializada em Fuscas.

Segundo ele, o que conta no caso do galho da árvore é a capacidade dele produzir a centelha na vela. "É muito simples. É só pensarmos que o talo de qualquer árvore é úmido, e essa umidade se torna um condutor. E como tem a proteção da casca, consegue produzir a centelha até o local, sem ter muita interferência".

O mecânico de Belo Horizonte afirma que o truque funciona em qualquer carro, mas nos Fuscas é mais fácil de demonstrar. "Qualquer carro funciona. Ou se pegar um fio de luz, tudo que seja condutor vai dar certo".