UOL Carros

03/08/2009 - 16h55

Vendas da GM nos EUA caem 19,4% em julho

Em Washington
A General Motors (GM) teve perdas de 19,4% em suas vendas nos Estados Unidos durante julho, logo no mesmo mês em que saiu da concordata.

Segundo a montadora, a redução nas vendas para companhias de aluguel de carros provocaram tal queda no último mês.

No total, a GM vendeu 189.443 veículos em julho e conseguiu superar a demanda de junho, algo que a maior fabricante americana de automóveis atribuiu ao programa do Governo americano que oferece subsídios para quem quer trocar o carro velho por um novo e mais econômico.

De acordo com a GM, a venda de menos 45.741 veículos entre julho de 2008 e julho de 2009 ocorreu "principalmente por causa da planejada redução das vendas de 30.423 veículos".

O vice-presidente de vendas da GM nos EUA, Mark LaNeve, afirmou em comunicado que a companhia espera "outra alta das vendas em agosto caso o Congresso aprove mais financiamento" para o programa que está motivando os americanos a trocarem de automóvel.

"Assumindo que o programa continuará em andamento, esperamos manter este impulso positivo em agosto. Oferecemos duas vezes mais veículos que fazem parte do programa do que qualquer outra montadora", acrescentou LaNeve.

As quatro marcas que a GM decidiu eliminar sofreram pronunciadas perdas em suas vendas na comparação como o mês de junho. A Pontiac perdeu 7% de sua demanda; a Saturn, 21%; Hummer e Saab, 26%.

A GM também informou que produziu 102 mil veículos na América do Norte no mês passado, 57% a menos do que em julho de 2008. A companhia prevê produzir 535 mil veículos no terceiro trimestre deste ano, 42% a menos do que no mesmo período de 2008.

Compartilhe:

    Fale com UOL Carros

    SALOES