UOL Carros

02/02/2010 - 18h58

Após recall, vendas dos carros da Toyota caem 16% nos Estados Unidos

CLAUDIO DE SOUZA
Editor de UOL Carros
As vendas de veículos novos do grupo Toyota nos Estados Unidos sofreram queda de 16% em janeiro, totalizando 98.796 unidades. O recuo aconteceu em relação às vendas de janeiro de 2009, quando foram emplacados 117.287 carros. Essa performance ruim pode ser atribuída, ao menos parcialmente, ao efeito negativo do mega-recall convocado pela empresa, no último dia 21, atingindo oito de seus modelos (entre eles os best-sellers Corolla, quinto mais vendido no país, e Camry, o sétimo colocado), para verificação de um possível defeito no pedal do acelerador.

Fabricante Vendas (jan. 2010) Variação (jan. 2009)
GENERAL MOTORS 146.315 14%
FORD 116.277 25%
TOYOTA 98.796 -16%
HONDA 67.479 -5%
NISSAN 62.572 16%
CHRYSLER 57.143 -8%
HYUNDAI/KIA 52.626 13%
VOLKSWAGEN 24.614 40%
MAZDA 15.694 2%
SUBARU 15.611 28%
A produção desses carros chegou a ser suspensa em cinco fábricas da Toyota nos EUA. A companhia pediu desculpas públicas pelo problema, não negou que um punhado de mortes -- 19 desde 1999, segundo contas de uma empresa de defesa do consumidor dos EUA -- possa ter alguma relação com o defeito no acelerador (o pedal demora a voltar à posição inicial, ficando "aberto" e mantendo o carro acelerado), mas garantiu que só conseguiu comprovar em testes a real chance de haver defeito na peça em outubro do ano passado -- e prontamente jogou a culpa na fornecedora CTS, uma empresa que existe desde o século 19 e que também faz pedais para a Honda, a Nissan e a Mitsubishi. O atendimento nas concessionárias Toyota para as unidades envolvidas no recall começou nesta segunda (2).

A impressão de que o recall de janeiro foi suficiente para afetar duramente as vendas da Toyota -- apesar de ele ter vigorado por dez dias do mês -- é reforçada pelos números de General Motors e Ford, que se recuperaram do desempenho medíocre de um ano atrás, quando viviam o auge da crise global e a GM estava às portas da concordata. As vendas das duas companhias cresceram em janeiro 14% e 25%, respectivamente, para 146.315 e 116.277 carros emplacados.

  • Divulgação

    O Toyota Corolla, que nos EUA é compacto, foi o 5º mais vendido no país -- e está no recall

Os números do mercado de carros dos EUA foram divulgados nesta terça-feira (2). UOL Carros publica aqui os dados tabulados pelo Automotive News. No cômputo geral, foram vendidos 698.990 veículos nos EUA em janeiro, contra 657.209 emplacados no mesmo mês de 2009. O crescimento foi de 6%.

MARCHA À RÉ
O resultado do grupo Toyota só não foi pior porque a Lexus, sua divisão de luxo, que não teve modelos envolvidos no recall (e que provavelmente a maioria dos consumidores nem associa à Toyota), registrou crescimento de 5% no ano. Isoladamente, a marca Toyota recuou 19%.

Outras duas montadoras japonesas experimentaram um recuo nas vendas de janeiro, ante o mesmo mês de 2009: a Suzuki, maior perdedora, murchou 44% nas vendas, e a Mitsubishi andou 12% para trás. Vale notar que ambas são marcas de volumes baixos nos EUA -- a Suzuki emplacou 2.040 carros no mês passado, e a Mitsubishi, 4.170. A Toyota, atual líder global de vendas, tem por lá um outro status: em janeiro de 2009 ela foi a segunda maior emplacadora de veículos no país, atrás apenas da (então) eterna líder GM, e por uma diferença de pouco mais de 10 mil unidades. Naquele mês a Toyota ultrapassou até mesmo a Ford -- que agora lhe deu o troco.

Compartilhe:

    Fale com UOL Carros

    SALOES