UOL Carros

02/04/2009 - 21h12

Isenção de Cofins reduz preços de motos, mas ainda falta crédito

Da Infomoto
NOVOS PREÇOS - HONDA
Pop 1003.9903.869
Biz 125 KS5.1474.993
Biz 125 ES5.8545.678
Biz 125 +6.4806.285
CG 125 Fan KS5.1404.986
CG 125 Fan ES5.5905.422
CG 125 Cargo KS5.1404.986
CG 125 Cargo ES5.5905.422
CG 150 Titan KS STD6.0405.859
CG 150 Titan ES STD6.5906.393
CG 150 Titan ESD STD6.9906.780
CG 150 Titan KS Mix 6.3406.151
CG 150 Titan ES Mix 6.8906.683
CG 150 Titan ESD Mix 7.2907.071
NXR 150 Bros KS7.5907.361
NXR 150 Bros ES8.1907.945
NXR 150 Bros ESD8.6908.429
MODELOANTES (R$)ABRIL (R$)
As medidas anunciadas pelo governo federal no início desta semana para estimular a economia -- mais especificamente a isenção total da Cofins (Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social) válida para motocicletas de até 150 cc -- já começam a surtir efeito. Ao menos no preço sugerido das motocicletas. Sem pagar a contribuição na venda de motocicletas das indústrias para as concessionárias (a taxa era de 3%), as principais fábricas reduziram seus preços: Honda e Yamaha divulgaram na quarta-feira (1º) novas tabelas com o "desconto" em seus modelos de até 150cc. Nesta quinta (2), foi a vez da Suzuki anunciar diminuição nos preços.

Como representante das principais fábricas de motos e similares, a Abraciclo divulgou comunicado afirmando crer que a redução de preços deve estimular as vendas, porém não arrisca previsões.

"O crédito para o consumidor de motos continua difícil. A intenção de compra existe, porém a aprovação da ficha cadastral está mais complicada. Além disso, o número de parcelas caiu. Antes era possível financiar uma moto nova em até 60 meses. Agora o máximo é em 48 vezes e com uma entrada que chega a até 30% do valor da moto. Isso dificulta a aquisição", declarou em entrevista por telefone o diretor executivo da associação, Moacyr Alberto Paes.

NOVOS PREÇOS - YAMAHA
Factor YBR 125K5.6005.437
Factor YBR 125E6.2106.029
Factor YBR 125ED6.5856.393
XTZ 125 K7.0136.809
XTZ 125 E7.8177.589
XTZ 125 XK7.2317.020
XTZ 125 XE8.0257.791
TTR 125 E6.0005.825
TTR 125 LWE7.1006.893
MODELOANTES (R$)ABRIL (R$)
"Todas essas medidas devem reduzir o impacto da crise sobre o setor", disse Paes referindo-se também às medidas de incentivo fiscal tomadas pelo governo do Estado do Amazonas, como redução do ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços), além de isenção do ICMS de 25% sobre a energia elétrica. Em 23 de março, a Suframa, órgão responsável pela Zona Franca de Manaus já havia isentado às fábricas da Taxa de Serviços Administrativos (TSA), incidente sobre a aquisição de componentes, partes, peças, insumos e materiais de embalagem, oriundos do mercado nacional e do exterior, pelas indústrias do setor. O incentivo estadual faz parte de um acordo para a manutenção de empregos na Zona Franca de Manaus, onde estão instaladas Honda, Yamaha e outras fábricas de motocicletas.

NOVOS PREÇOS - SUZUKI
Yes 1255.7585.034
Intruder 1255.3754.549
Burgman 125 5.9905.585
MODELOANTES (R$)ABRIL (R$)
CRÉDITO É O PROBLEMA
Apesar da isenção do imposto federal, o mercado de motocicletas acredita que ainda faltam medidas que facilitem o acesso ao crédito. "Repassamos para o consumidor a redução da Cofins, mas ainda falta uma maior flexibilidade nos financiamentos para reaquecer o mercado", declarou o diretor de Relações Institucionais da Honda, Paulo Takeuchi, fazendo coro com a Abraciclo, associação também presidida por ele.
Durante o anúncio das medidas tomadas pelo governo federal, o ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Miguel Jorge também reconheceu que, apesar da redução da Cofins, os problemas do setor de motocicletas -- como crédito e aprovação cadastral para financiamentos -- continua e deve ser solucionado pelo ministro da Fazenda, Guido Mantega.

"O governo afirmou que está trabalhando para diminuir o spread bancário e anunciou recentemente medidas que garantirão maior captação de verbas pelos bancos menores", revelou Paes, diretor da Abraciclo. "Esperamos que essas medidas aumentem, de fato, as vendas", completou.
(por Arthur Caldeira)

Compartilhe:

    Fale com UOL Carros

    SALOES