Duelo: Onix Activ x Stepway

Sandero aventureiro muda nome e se renova para encarar versão "off-road light" do queridinho do Brasil

Vitor Matsubara Do UOL, em São Paulo (SP)
Murilo Góes/UOL

O confronto dos "quase SUVs"

Aventureiros urbanos já estiveram na moda e quase deixaram de existir. Só que para surpresa geral da nação, a categoria voltou com tudo nos últimos anos: primeiro foi o Ka Freestyle e depois veio o Argo Trekking. Mas não podemos esquecer de dois grandes representantes desta onda "pseudo off-road": Chevrolet Onix Activ e Renault Stepway.

A renovação da linha Sandero trouxe um novo design à versão aventureira do hatch, que há alguns anos adotou apenas o nome "Stepway". Junto com o novo batismo veio a controversa decisão da Renault de chamá-lo de SUV nas campanhas publicitárias - algo que claramente ele não é, embora as normas do Inmetro para classificar este segmento digam o contrário.

Polêmicas à parte, UOL Carros confronta a novidade da Renault com o Onix Activ, a configuração valente do modelo mais vendido do Brasil. Qual deles pode agradar mais quem aprecia o visual aventureiro, mas ainda não pode levar um SUV para casa?

Ficha técnica - Renault Stepway Iconic

Torque máximo: 16 kgfm a 4.000 rpm

Câmbio: CVT

Aceleração de 0 a 100 km/h: 11,2 s (etanol ou gasolina)

Velocidade máxima: 177 km/h (etanol) / 174 km/h (gasolina)

Tanque: 50 litros

Consumo (cidade/estrada): n/d

Dimensões: 4,07 m de comprimento, 1,73 metro de largura, 1,63 metro de altura, 2,59 m de entre-eixos

Porta-malas: 320 litros

Ficha técnica - Chevrolet Onix Activ

Torque máximo: 13,9/13 kgfm a 4.800 rpm

Câmbio: automático de seis marchas

Aceleração de 0 a 100 km/h: 10,5 s (etanol)

Velocidade máxima: 175 km/h

Tanque: 54 litros

Consumo (cidade/estrada): 8,3 km/l / 9,4 km/l (etanol) / 12,2 km/l / 13,7 km/l (gasolina)

Dimensões: 3,95 m de comprimento, 1,73 metro de largura, 1,55 metro de altura, 2,52 m de entre-eixos

Porta-malas: 280 litros

Preço

Onix salta na frente; Stepway é caro demais

Reunimos as configurações mais caras e bem equipadas de cada modelo neste duelo.

Neste quesito a vantagem é clara para o Onix Activ, que custa R$ 67.690 com câmbio automático e pode chegar a R$ 69.280 com pintura metálica. Bom lembrar também que a tendência é que o valor caia ainda mais devido à proximidade do lançamento do novo Onix. Sendo assim, a ordem é pechinchar.

Já o Stepway acaba de chegar às concessionárias e parte de R$ 73.090 com câmbio CVT na versão Iconic.

Equipamentos

Stepway entrega mais

É natural esperar que um carro mais caro entregue mais itens de série, certo? Pois é exatamente isso que faz o Stepway. Na versão Iconic o hatch traz itens que não são oferecidos no rival, como airbags laterais frontais (totalizando quatro bolsas infláveis), bancos revestidos em couro, acendimento automático dos faróis, sistema start-stop, assistente de partida em rampas e ar-condicionado digital. O Stepway também leva este quesito por oferecer controles de estabilidade e de tração, ambos indisponíveis no Onix.

Câmera de ré, sensor de chuva, central multimídia com suporte a Android Auto e Apple CarPlay e sensores de estacionamento traseiros estão presentes nos dois veículos.

No fim das contas, a diferença de R$ 5.400 nem parece tão grande assim.

Design

Stepway vence envelhecido Onix

Gosto não se discute, mas fica difícil defender o Onix diante de um modelo recém-renovado como o Stepway. O aventureiro da Renault nem mudou tanto assim na frente, mas ganhou novas lanternas (com lentes fumês, que "combinam" com o restante da carroceria) que invadem a tampa do porta-malas. Há quem diga que o modelo perdeu personalidade e ficou bastante parecido com o Fiat Argo - o que é verdade. Porém, o resultado final ficou bem melhor pessoalmente do que nas fotos (e olha que elas estão incríveis!) de Murilo Góes.

Quanto ao representante da Chevrolet, o Onix Activ ainda é atual, embora não seja mais vistoso como antes. Além de ser menor e mais baixo do que o concorrente, ele tem rodas menores e um desenho mais discreto - o que para muitos pode ser uma virtude em vez de um defeito. Seja como for, fato é que a renovação do Onix virá em boa hora.

Desempenho

Onix é mais fraco, mas anda mais

Quem analisar só as fichas técnicas pode ter a impressão que o Stepway dá um baile no Onix. Na prática, porém, o hatch da Chevrolet é mais gostoso de dirigir, especialmente pela agilidade nas acelerações, inclusive na prova de 0 a 100 km/h.

A impressão é de que o Onix embala mais fácil do que o Stepway, especialmente por conta do câmbio automático do Activ ser bem escalonado para o motor 1.4. As marchas são trocadas de forma suave e mantendo o motor sempre "cheio" para não perder fôlego.

Já o Stepway anda sem pressa. Mesmo sendo mais potente, o motor 1.6 da família SCe parece ter até um pouco de dificuldade para movimentar os 1.151 quilos do veículo. Parte desta "culpa" está na caixa CVT, que foi feita para priorizar o conforto em vez do desempenho.

Além disso, a direção do Onix (com assistência elétrica) é extremamente leve nas manobras, muito diferente da direção eletrohidráulica extremamente pesada do Stepway. Esta característica, aliás, acompanha toda a linha Sandero desde seu lançamento, em 2008.

Vida a bordo

Stepway leva por espaço e acabamento

Espaço interno sempre foi um dos maiores atributos da linha Sandero - e não é diferente com o Stepway. Cinco adultos viajam com relativo conforto dentro do hatch, algo difícil no Onix - e em praticamente todos os modelos da categoria. O porta-malas de 320 litros é grande para um compacto - bem maior do que os 280 litros do concorrente.

A posição de dirigir é alta para um hatch e agrada quem gosta das características de um SUV. No entanto, o Onix Activ também faz o motorista sentar nas alturas, algo que acontece até nas versões "convencionais". Ou seja, neste ponto os modelos se equivalem.

A ergonomia é mediana nos dois carros, que trazem as telas das centrais multimídia em posições longe do ideal. Demais comandos ficam ao alcance das mãos.

Já o acabamento é apenas regular em ambos. Há muito plástico duro, embora os dois aproveitem as cores e texturas para tentar disfarçar o visual espartano. O Stepway consegue ser um pouco mais feliz nessa missão, utilizando um revestimento bicolor de bom gosto nos bancos e nos painéis das portas.

Foi uma decisão bastante apertada. O Stepway leva o duelo por ser mais bem equipado, mais espaçoso e ter um design mais moderno do que o Onix. Mas isso não significa que o aventureiro da Chevrolet não é uma boa escolha. Quem procura um carro com desempenho mais esperto e não liga tanto para o visual "pseudo off-road" encontra no Onix uma boa opção. Mas fica a dica: vale a pena pechinchar porque o compacto está em vias de ganhar uma nova geração - que, inclusive, tem tudo para virar o jogo a favor da Chevrolet.

Curtiu? Compartilhe.

Topo