PUBLICIDADE
Topo

Nissan planeja cortar 30% da produção até dezembro, afirmam fontes

A montadora Nissan registrou em maio seu primeiro prejuízo anual dentro de 11 anosem razão da pandemia de coronavírus - Kazuhiro Nogi/AFP
A montadora Nissan registrou em maio seu primeiro prejuízo anual dentro de 11 anosem razão da pandemia de coronavírus Imagem: Kazuhiro Nogi/AFP

Naomi Tajitsu e Maki Shiraki

Da Reuters, em Tóquio

16/07/2020 11h31Atualizada em 16/07/2020 11h39

A Nissan Motor está planejando um corte anual de 30% na produção global de veículos até dezembro por causa da queda na demanda causada pelas medidas contra a pandemia de coronavírus, disseram duas fontes à Reuters.

A segunda maior montadora do Japão planeja produzir cerca de 2,6 milhões de veículos entre abril e dezembro — ante 3,7 milhões no mesmo período do ano passado. A Nissan fabricou 4,6 milhões de carros no ano fiscal encerrado em março.

A montadora não comentou o assunto.

A pandemia tem sido particularmente difícil para a Nissan, que já estava enfrentando uma queda nas vendas e uma deterioração da posição de caixa.

Em maio, a empresa lançou um plano de reestruturação de longo prazo após registrar seu primeiro prejuízo anual em 11 anos.

Nos dois primeiros meses deste ano fiscal, a Nissan fabricou cerca de 307 mil veículos em todo o mundo, uma queda de 62% em relação ao ano passado, segundo dados mensais de produção.

A empresa anunciará os números da produção de junho no próximo mês.

Ela planeja aumentar a produção de 510 mil veículos no primeiro trimestre do ano fiscal para cerca de 930 mil no período de julho a setembro. A produção do segundo trimestre será cerca de 25% menor em relação a um ano atrás.

A produção deverá aumentar para cerca de 1,1 milhão de veículos no trimestre de outubro a dezembro, cerca de 8% menor na comparação anual.