PUBLICIDADE
Topo

Uber Sinistro: página de humor mostra dia a dia bizarro dos motoristas

A página Uber Sinistro, no Facebook, mostra conversas inusitadas entre motoristas de aplicativo e passageiros  - Uber
A página Uber Sinistro, no Facebook, mostra conversas inusitadas entre motoristas de aplicativo e passageiros Imagem: Uber

Paula Gama

Colaboração para o UOL

27/06/2022 04h00

"Rir é o melhor remédio". Essa foi a estratégia que o motorista de aplicativo Vitor Carvalho dos Santos, de 26 anos, encontrou para lidar com as situações inusitadas da profissão. Há cerca de um mês, ele começou a movimentar a página "Uber Sinistro" no Facebook, que mostra diálogos divertidos de motoristas e passageiros, que relatam desde traições até usuários um tanto folgados, que pedem favores pessoais aos motoristas.

Em pouco tempo a página virou um sucesso, com mais de 60 mil seguidores e alto nível de engajamento. "Diariamente, recebo entre 2 mil e 3 mil novos seguidores. Os prints de conversas também chegam 24 horas por dia, mas só publico o que acho realmente interessante e, é claro, minhas experiências. Tem gente que acha que é fake, mas posso confirmar: eu vivo isso", conta.

Vitor começou a trabalhar como motorista de aplicativo há quase três anos, e afirma que foi a profissão com a qual mais se identificou, principalmente devido ao contato com as pessoas. "Gosto muito de conversar com as pessoas, e me divirto também. No dia a dia passo por cada coisa que ninguém imagina".

Os prints de conversas entre passageiros e motoristas de aplicativos mostram, realmente, momentos muito inusitados. Em um deles, um homem chama um carro para sua esposa, mas pede que o motorista não dê bola para ela, pois está querendo se vingar de uma traição que ele cometeu. "Por favor, eu te peço: me ajuda a não levar 'gaia'", comenta o passageiro.

Vitor Carvalho, criador da página, é motorista de aplicativo há três anos e garante que vive situações semelhantes - Reprodução - Reprodução
Vitor Carvalho, criador da página, é motorista de aplicativo há três anos e garante que vive situações semelhantes
Imagem: Reprodução

Em outra conversa, uma passageira pede para o motorista chegar rápido porque a cunhada está em trabalho de parte. O motorista entra no clima: "Jesus amado, estou indo", se apressa.

"As pessoas acham improvável, mas o que mais recebo são comentários de outros motoristas dizendo que passaram por algo parecido, ou até mesmo mais bizarro", se diverte Vitor Carvalho, administrador da página.

Passageiros exigentes

Passageira fica indignada com retirada de "mimos" das corridas - Reprodução - Reprodução
Passageira fica indignada com retirada de "mimos" das corridas
Imagem: Reprodução

Um tema recorrente nas conversas entre clientes e profissionais são as exigências feitas por quem chama o aplicativo. Há relatos de passageiros revoltados por que os motoristas não oferecem mais bala, água e chocolate, como era comum quando o serviço começou no Brasil. Em outros casos, avaliam mal o motorista por conduzirem veículos mais antigos, como Chevrolet Celta e Fiat Uno, que já saíram de linha.

"A Uber precisa rever melhor os carros e motoristas. Nas cinco últimas viagens que fiz, nenhum motorista tinha bala e água, sem falar que em duas delas vieram um Gol e um Uno. Acho um absurdo, porque já andei em carros melhores, que tinham até chocolates para oferecer para gente", dizia uma das usuárias.

Outras capturas de tela mostram passageiro pedindo que o motorista retire uma compra de mais de 100 quilos e até mesmo que o profissional entre na casa para acordar o filho adolescente.

Quer ler mais sobre o mundo automotivo e conversar com a gente a respeito? Participe do nosso grupo no Facebook! Um lugar para discussão, informação e troca de experiências entre os amantes de carros. Você também pode acompanhar a nossa cobertura no Instagram de UOL Carros.