PUBLICIDADE
Topo

Catalisadores valem ouro: por que peça virou alvo de ladrões de carros

Catalisador tem metais preciosos cada vez mais procurados por bandidos - Creative Commons
Catalisador tem metais preciosos cada vez mais procurados por bandidos Imagem: Creative Commons

Do UOL, em São Paulo

23/06/2022 04h00

Já pensou que seu carro tem um metal que vale mais do que barras de ouro? Pois é, isso acontece e isso tem feito ladrões crescerem os olhos para os catalisadores.

Importante dentro do contexto de reduzir emissões de poluentes, o catalisador é o responsável por neutralizar gases poluentes em compostos seguros para serem liberados na atmosfera durante o uso do carro.

O catalisador vem montado dentro de uma cápsula feita de aço inoxidável, e a peça é composta por uma colmeia cerâmica na qual está uma camada de metais nobres, como paládio, platina ou ródio, que é um subproduto dos primeiros. São eles que fazem uma reação química acontecer antes de liberar os gases na atmosfera.

O valor do paládio atualmente está em R$ 308 por grama, enquanto da platina o valor está em R$ 154,48. Como comparação, o ouro está na casa dos R$ 304. Já o ródio, mesmo após queda, chega a custar US$ 14.000 uma onça, que é o equivalente a cerca de 29 gramas.

Em cada catalisador é usado cerca de 1,89 g de platina, 0,29 g de paládio e 0,10 g de ródio, mas o valor se torna interessante aos bandidos, especialmente porque esses metais têm uso em diversas aplicações da indústria e por isso são visados.

O ródio, por exemplo, tem apenas 0,001 grama em uma tonelada de crosta terrestre, o que faz dele altamente raro e utilizável.

Quando roubado, o catalisador é vendido no mercado paralelo, também conhecido como ilegal de venda de metais. É preciso também cuidado para não ser enganado no "empurrômetro" na hora de ir para oficinas.

Catalisador tem metais preciosos - Creative Commons - Creative Commons
Imagem: Creative Commons

Quando trocar e o que causa danos ao catalisador?

O catalisador original de fábrica deve durar por cerca de 80 mil km. Ou seja, cuidado se alguém disser que você precisa trocar o catalisador antes desse prazo e a peça não tem reparo.

Além disso, é importante saber, além de quando trocar, quais os sinais que o carro dá de que o catalisador pode estar com problemas. Nesse caso, geralmente, o causador do problema é o uso de combustível adulterado.

A principal resposta que o carro dá de que pode seu catalisador pode estar precisando ser trocado é a perda de potência. As peças vendidas no mercado de reposição geralmente têm vida útil menor, de cerca de 40 mil km.

Quer ler mais sobre o mundo automotivo e conversar com a gente a respeito? Participe do nosso grupo no Facebook! Um lugar para discussão, informação e troca de experiências entre os amantes de carros. Você também pode acompanhar a nossa cobertura no Instagram de UOL Carros.