PUBLICIDADE
Topo

Seguradora é obrigada a pagar R$ 26,6 mi após mulher contrair DST em carro

Interior Kia Carnival - Divulgação
Interior Kia Carnival Imagem: Divulgação

Do UOL, em São Paulo (SP)

13/06/2022 13h33

Uma mulher conseguiu em um tribunal do estado norte-americano do Missouri que a seguradora Geico lhe pagasse nada menos que US$ 5,2 milhões (R$ 26,6 milhões na cotação atual) por danos, após ela ter feito sexo e contraído HPV em um carro. Isso ocorre devido ao fato de o veículo em questão estar segurado pela empresa.

A informação é do jornal The Kansas City Star. Segundo a reportagem, a mulher entrou na Justiça em fevereiro de 2021 depois de saber que foi infectada por um parceiro que sabia que tinha a doença, mas não disse nada.

  • O UOL Carros agora está no TikTok! Acompanhe vídeos divertidos, lançamentos e curiosidades sobre o universo automotivo.

O modelo em questão pertencia ao homem, que possuía um seguro da Geico. Assim, ela argumentou que a empresa tinha responsabilidade no ocorrido. Um acordo foi oferecido à empresa, que recusou. Por isso, a mulher resolveu entrar na Justiça.

O parceiro da mulher, contratante do serviço, foi considerado responsável e o juiz aprovou uma indenização de US$ 5,2 milhões em danos a serem pagos pela seguradora. A Geico pediu uma nova audiência, mas teve todos os recursos negados.

Quer ler mais sobre o mundo automotivo e conversar com a gente a respeito? Participe do nosso grupo no Facebook! Um lugar para discussão, informação e troca de experiências entre os amantes de carros. Você também pode acompanhar a nossa cobertura no Instagram de UOL Carros.