PUBLICIDADE
Topo

Volta das carroças? Por que Rússia liberou produção de carros inseguros

Lada Vesta - Divulgação
Lada Vesta Imagem: Divulgação

Do UOL, em São Paulo (SP)

18/05/2022 13h45

O momento vivido pela Rússia, com sanções de diversos países do mundo pela invasão na Ucrânia e a escassez de componentes eletrônicos, pode fazer com que sua indústria automotiva regrida a patamares de várias décadas atrás.

Isso ocorre porque as montadoras locais foram liberadas de colocar em seus carros dispositivos de segurança como airbags, ABS e controle de estabilidade.

  • O UOL Carros agora está no TikTok! Acompanhe vídeos divertidos, lançamentos e curiosidades sobre o universo automotivo.

Essa flexibilização seguirá em vigor até ao menos 1º de fevereiro de 2023, o que facilitará a certificação de novos veículos. Ainda aí, o decreto reduzirá significativamente os padrões ambientais dos veículos, devido ao fato de empresas suspenderem entregas de componentes como sistemas de gerenciamento de motores.

Desta forma, o comércio de veículos novos na Rússia poderia ser bastante afetado, já que consumidores podem adiar compras devido à falta de itens de segurança em meses.

No início desta semana, o prefeito de Moscou, Sergei Sobyanin, afirmou que o governo reiniciará a produção de carros de passeio sob a marca Moskvich, da era soviética, após a saída da Renault do país.

Quer ler mais sobre o mundo automotivo e conversar com a gente a respeito? Participe do nosso grupo no Facebook! Um lugar para discussão, informação e troca de experiências entre os amantes de carros. Você também pode acompanhar a nossa cobertura no Instagram de UOL Carros.