PUBLICIDADE
Topo

Por que Porsche bate novo recorde de vendas com carros acima de R$ 400 mil

Porsche 911 GT3 - Marcos Camargo/UOL
Porsche 911 GT3 Imagem: Marcos Camargo/UOL

José Antonio Leme

do UOL, em São Paulo (SP)

13/01/2022 04h00

Se em termos gerais os anos pandêmicos não têm sido os melhores para o mundo como um todo, a Porsche por outro lado não pode reclamar desse período difícil da humanidade.

A empresa bateu um recorde de vendas no Brasil em 2021 com um crescimento de 23,5% em relação a 2020, com uma gama de produtos no qual o mais barato, o Macan, custa R$ 415 mil e não foi o responsável por liderar as vendas.

  • O UOL Carros agora está no TikTok! Acompanhe vídeos divertidos, lançamentos e curiosidades sobre o universo automotivo.

Em 2021, a empresa emplacou 3.088 unidades de carros da marca alemã contra 2.499 em 2020. Vale lembrar que o ano retrasado já havia sido de recorde para a companhia, com um crescimento de 32% ante o ano de 2019. Os dados são a Abeifa, associação que reúne marcas importadoras.

Em comum, 2020 e 2021 tem o fato de que o carro-chefe da Porsche continua a ser o 911. Em 2020, o esportivo emplacou 755 unidades, somando 911 e 911 Turbo. Em 2021, foram 859 exemplares emplacados do esportivo.

A versão mais barata do 911, a Carrera, custa hoje R$ 709 mil, sem opcionais. Em 2021, o valor dessa versão partia de R$ 689 mil. O topo da gama, o 911 Turbo S Cabriolet parte de R$ 1.559.000.

Porsche Taycan Turbo S - Divulgação - Divulgação
Imagem: Divulgação

Taycan e Macan ajudaram no crescimento

Outros carros da marca que se destacaram em 2021 nas vendas e ajudaram no crescimento foi o sedã esportivo elétrico Taycan e o SUV compacto, o Macan.

O Taycan ganhou tração após seu lançamento no final de 2020 e de 4 unidades emplacadas em 2020 saltou para 375 em 2021. Com seis versões disponíveis, incluindo a perua Cross Turismo, ele parte de R$ 615 mil na versão "Taycan" chegando a R$ 1.079.000 na Taycan Turbo S, sem opcionais.

Já o Macan ganhou novidades em julho de 2021 sob o capô, com os motores 4 cilindros 2.0 turbo ou o V6 2.9 mais potentes que os oferecidos anteriormente. Os preços partem de R$ 415 mil na opção de entrada "Macan" e parte de R$ 635 mil, sem opcionais, na GTS.

Pandemia e bolsa em baixa 'sustentaram' Porsche

Mesmo com alguns países se abrindo para viagens, a maioria ainda estava fechada a receber turistas na maior parte de 2021 ou recebendo com ressalvas e isso fortaleceu o crescimento do mercado de luxo.

De acordo com o consultor Paulo Roberto Garbossa, da ADK Automotive, o cliente que geralmente gastava esse dinheiro "extra" com viagens, por exemplo, ou investia, mas viu a bolsa em baixa, resolveu fazer um uso emocional do dinheiro.

"Com a chegada da vacina o Brasil e o mundo começaram a reabertura, mas ainda com severas restrições. E aí esse cliente acaba buscando um outro meio para encontrar uma recompensa e satisfação pessoal, que é o carro", completa.

Quer ler mais sobre o mundo automotivo e conversar com a gente a respeito? Participe do nosso grupo no Facebook! Um lugar para discussão, informação e troca de experiências entre os amantes de carros. Você também pode acompanhar a nossa cobertura no Instagram de UOL Carros