PUBLICIDADE
Topo

Furto em 30s: veja como ladrões levam seu carro e maneiras de se proteger

Equipamentos usados por ladrões são exibidos após apreensão pela polícia; principal "ferramenta" de bandidos é a ECU hackeada - Divulgação
Equipamentos usados por ladrões são exibidos após apreensão pela polícia; principal 'ferramenta' de bandidos é a ECU hackeada Imagem: Divulgação

Alessandro Reis

Do UOL, em São Paulo (SP)

27/11/2021 04h00Atualizada em 27/11/2021 11h01

Apesar dos avanços nas tecnologias de proteção contra furtos de veículos, o trabalho dos ladrões ainda é relativamente fácil. Usando ferramentas simples, como chave de fenda, alicate e alguns equipamentos eletrônicos, bandidos precisam de apenas 30 segundos, aproximadamente, para levar o carro embora.

Vídeos e fotos que circulam nas redes, muitos dos quais produzidos por autoridades policiais, alertam para os métodos e falam sobre o kit que muitos bandidos utilizam para a prática do crime.

  • O UOL Carros agora está no TikTok! Acompanhe vídeos divertidos, lançamentos e curiosidades sobre o universo automotivo.

Em uma das gravações que mais viralizou, um jovem explica para a câmera como faz para escapar com o veículo em menos de um minuto. Ele demonstra suas "habilidades" em um Hyundai HB20 branco, supostamente na presença de policiais militares que tinham acabado de detê-lo. A porta já está arrombada quando o rapaz entra no carro e consegue dar a partida, mesmo sem a respectiva chave.

A gravação teria sido feita há cerca de três anos, mas a tática continua atual como nunca, segundo Rodrigo Boutti, gerente de operações da Ituran - empresa especializada em rastreamento veicular. O especialista detalha como o furto é feito.

"Geralmente com uma chave de fenda, criminosos violam a fechadura, entram no carro e trocam o módulo original por outro, hackeado. Dessa forma, o criminoso consegue ligar o automóvel e consumar o furto rapidamente", destaca.

Ladrões trocam Unidade de controle eletrônico do motor por outra desprovida de senha para liberar ignição - Divulgação - Divulgação
Ladrões trocam unidade de controle eletrônico do motor por outra desprovida de senha para liberar ignição
Imagem: Divulgação

Boutti esclarece que o módulo mencionado no vídeo é a ECU, sigla em inglês para Unidade de Controle Eletrônico, instalada embaixo do capô e que pode ser considerada o "cérebro" do motor dos veículos modernos.

Segundo Boutti, esse equipamento se comunica com a chave do carro via rádio e só libera a ignição se ambos tiverem o mesmo código armazenado.

Por essa razão, prossegue, bandidos trocam a ECU por outra compatível com aquele veículo, contudo sem nenhuma senha na respectiva memória - ou com um código previamente conhecido.

Bandidos usam chave de fenda para arrombar porta e quebrar capa do miolo da chave de ignição - Divulgação - Divulgação
Bandidos usam chave de fenda para arrombar porta e quebrar capa do miolo da chave de ignição
Imagem: Divulgação

Em outro vídeo, feito em data desconhecida, um PM mostra uma caixa com duas antenas retráteis que também integra o kit de ferramentas usadas pelos amigos do alheio - seja para levar o carro ou apenas pertences dentro dele.

O policial liga o dispositivo e pede que outra pessoa tente acionar o travamento a distância das portas de um veículo. Elas, contudo, permanecem destrancadas.

"É um aparelho que acabamos de apreender com dois indivíduos. Os ladrões chegam, por exemplo, no estacionamento de supermercados e shoppings e deixam esse aparelho ligado. Quando a vítima sai, entram no carro e furtam tudo sem arrombarem nada", explica.

O agente finaliza, dando a recomendação de sempre verificar se as portas estão de fato trancadas ao deixar o carro.

Como se precaver

Deixar veículo em vias públicas perto de hospitais, por exemplo, é vacilo que vira oportunidade para ladrões - Raquel Arriola/UOL - Raquel Arriola/UOL
Deixar veículo em vias públicas perto de hospitais, por exemplo, é vacilo que vira oportunidade para ladrões
Imagem: Raquel Arriola/UOL

A primeira orientação é fazer seguro contra roubos e furtos e, preferencialmente, evitar o estacionamento em vias públicas.

Por motivos óbvios, Boutti sugere também a instalação de um rastreador veicular. Caso o orçamento esteja apertado e seja inevitável deixar o carro na rua, existem alguns cuidados que reduzem as chances de perdê-lo para criminosos.

Aparelho de rádio usado por criminosos para impedir o fechamento das portas do veículo - Reprodução - Reprodução
Aparelho de rádio usado por criminosos para impedir o fechamento das portas do veículo
Imagem: Reprodução

Uma dica do gerente da Ituran é o uso de algum tipo de trava na direção, no câmbio ou nos pedais que possa ser vista facilmente.

"Atualmente, poucos ladrões levam consigo uma serra para romper essas travas, pois cortá-las é um processo demorado e, portanto, arriscado. Muitos desistem do furto ao se depararem com um dispositivo do tipo".

Rodrigo Boutti também recomenda evitar o estacionamento em ruas ou avenidas perto de locais como estabelecimentos de ensino, hospitais, estações de trem e metrô e terminais de ônibus.

"Os bandidos preferem atuar em vias com esse perfil porque a chance do motorista demorar a retornar ao carro é maior. Muitos criminosos também gostam de furtar veículos em ladeira, pois a gravidade trabalha a seu favor".

Por fim, o especialista destaca que o principal alvo são carros com mais de cinco anos de fabricação e com muitas unidades circulando, por conta da elevada demanda por peças de segunda mão furtadas. Portanto, evite comprar itens de desmanches ilegais. Veja como verificar se determinado desmanche de veículos funciona dentro das regras.

Quer ler mais sobre o mundo automotivo e conversar com a gente a respeito? Participe do nosso grupo no Facebook! Um lugar para discussão, informação e troca de experiências entre os amantes de carros. Você também pode acompanhar a nossa cobertura no Instagram de UOL Carros.

Siga o UOL Carros no