PUBLICIDADE
Topo

R$ 133 mi: por que placa vendida nos EUA pode virar a mais cara da história

Placa "MM" da Califórnia - Reprodução
Placa 'MM' da Califórnia Imagem: Reprodução

Do UOL

Em São Paulo (SP)

26/10/2021 14h39

Cada vez mais placas exclusivas nos Estados Unidos têm conseguido um valor de mercado impressionante. É o caso desta aqui, que foi listada recentemente para a venda por um preço de 5.888 unidades da criptomoeda Ethereum, o que em dólar vai para nada menos que US$ 24 milhões (cerca de R$ 133 milhões na cotação atual).

O que a placa tem de especial? Além de temática do estado da Califórnia, ela tem apenas duas letras, 'MM' - que no caso são as iniciais do vendedor, Michael Modecki.

  • O UOL Carros agora está no TikTok! Acompanhe vídeos divertidos, lançamentos e curiosidades sobre o universo automotivo.

Caso seja realmente vendida, a placa entraria para a história como a mais valiosa do mundo, batendo a placa '1' vendida em Abu Dhabi em 2009 por US$ 14 milhões (R$ 78 milhões).

Em entrevista ao Registro da DuPont, o proprietário da placa disse que deseja "estabelecer uma nova oportunidade de riqueza para os proprietários de placas pessoais".

"Quero que a venda demonstre um novo uso para NFTs em um espaço físico", disse ele.

"Também quero estabelecer uma nova oportunidade de riqueza para os proprietários de placas de veículos pessoais. Só posso imaginar o prestígio que acompanharia a placa MM de proprietário em proprietário para sempre. As placas já têm valor por serem 1 de 1."

"A autenticação NFT com itens tangíveis como placas de veículos, neste caso, é o caminho do futuro. Então, vamos fazer história, definir o futuro e deixar o mundo saber que fizemos."

Quer ler mais sobre o mundo automotivo e conversar com a gente a respeito? Participe do nosso grupo no Facebook! Um lugar para discussão, informação e troca de experiências entre os amantes de carros. Você também pode acompanhar a nossa cobertura no Instagram de UOL Carros.