PUBLICIDADE
Topo

Corcel Mustang: carro que viralizou foi feito a mão com peças de trator

O mecânico Ronan Damasceno posa com a mulher e seu Corcel Mustang; ele iniciou projeto aos 17 anos na oficina do pai - Arquivo pessoal
O mecânico Ronan Damasceno posa com a mulher e seu Corcel Mustang; ele iniciou projeto aos 17 anos na oficina do pai Imagem: Arquivo pessoal

Alessandro Reis

Do UOL, em São Paulo (SP)

20/10/2021 04h00

No fim de semana passado, UOL Carros publicou as fotos de um Ford Corcel personalizado com o visual do Mustang, famoso esportivo da marca norte-americana. As imagens viralizaram nas redes sociais e são mais um exemplo da criatividade sem limites dos brasileiros - que merece ser estudada por cientistas da Nasa.

Com a ajuda de leitores, descobrimos a identidade do proprietário e criador do CorTang, que trabalha como mecânico de tratores na oficina do pai em Três Pontas, cidade com cerca de 57 mil habitantes localizada no sul de Minas Gerais.

Hoje com 28 anos, Ronan Damasceno conta que iniciou o projeto aos 17, aproveitando o velho Corcel II L 1981 branco que repousava na oficina e pertencia a seu pai - que, antes de abrir o empreendimento, trabalhou durante mais de dez anos em uma concessionária Ford no município mineiro.

Projeto tem como base um Ford Corcel II L 1981; faróis são da picape F-100, diz proprietário - Arquivo pessoal - Arquivo pessoal
Projeto tem como base um Ford Corcel II L 1981; faróis são da picape F-100, diz proprietário
Imagem: Arquivo pessoal

A inspiração para o projeto, diz, veio de fotos e filmes que já assistiu com o muscle car norte-americano.

"Desde pequeno sou fã do Mustang. É um carro que muitos jovens sonham em ter e comigo não é diferente. Daí tive a ideia de transformar o Corcel nas horas vagas", relembra Damasceno, segundo o qual todo o projeto demorou cerca de sete anos para ser finalizado.

O mecânico se orgulha ao dizer que quase toda a carroceria do Corcel Mustang é exclusiva e feita com chapas de aço, que ele adquiriu ainda "virgens" e moldou com as próprias mãos usando martelo. "Nada é de fibra de vidro", destaca.

"O chassi monobloco e a mecânica são do carro original, bem como o para-brisa, a estrutura das portas e os respectivos vidros. Atrás, onde estariam os vidros, utilizei peças de acrílico. O restante é novo, incluindo o teto e a coluna traseira", explica.

Corcel Mustang tem peças de trator e picape

Lanternas foram 'emprestadas' de trator Massey Ferguson para emular visual de Mustang antigo - Arquivo pessoal - Arquivo pessoal
Lanternas foram 'emprestadas' de trator Massey Ferguson para emular visual de Mustang antigo
Imagem: Arquivo pessoal

Ronan acrescenta que toda a moldagem da carroceria foi feita na base da tentativa e erro e o capô foi a peça que mais deu trabalho. A transformação foi feita com base em um desenho que ele mesmo fez, inspirado em uma combinação de exemplares clássicos do Mustang dos anos 1960 e início dos 1970 - o esportivo foi lançado originalmente em 1964 nos Estados Unidos.

Além dos anos de esforço, Damasceno se valeu da criatividade mencionada no início deste texto. As lanternas traseiras, formadas por um grupo de três retângulos em cada lado, como nos primeiros Mustangs, são peças de um trator da Massey Ferguson; os faróis redondos vêm da picape Ford F-100; o painel é "emprestado" do Corcel I, para dar um estilo mais antigo; e alguns frisos e outros detalhes foram feitos sob medida.

O logotipo com o cavalo galopante na grade do motor e os emblemas nos para-lamas dianteiros, acrescenta, foram adquiridos pela internet e seriam itens originais do Mustang.

Mecânico desistiu de fazer carroceria conversível

Ford Mustang durante construção na oficina da família de Damasceno em Três Pontas (MG) - Arquivo pessoal - Arquivo pessoal
Ford Mustang durante construção na oficina da família de Damasceno em Três Pontas (MG)
Imagem: Arquivo pessoal

Ronan Damasceno revela outro detalhe interessante: a transformação do Corcel II incluía deixá-lo com carroceria conversível - alteração que ele chegou a fazer, mas depois reverteu.

"Retirar o teto implicaria em mudanças estruturais e isso exigiria muita burocracia e gastos para alterar a documentação e legalizar o carro. Um despachante sugeriu recolocar o teto e foi o que fiz".

Até o teto do carro original foi modificado; coluna traseira está posicionada mais à frente - Arquivo pessoal - Arquivo pessoal
Até o teto do carro original foi modificado; coluna traseira está posicionada mais à frente
Imagem: Arquivo pessoal

Com o teto recolocado e pintura laranja, o Corcel Mustang foi emplacado em Varginha (MG), a cerca de 30 km de Três Pontas. Apenas a nova cor exigiu alteração nos documentos, de acordo com Damasceno.

A única mudança mecânica, destaca, foi a adaptação do motor 1.6 carburado a etanol para abastecimento com gasolina.

Por motivos óbvios, o carro é o xodó do respectivo dono, que diz usar pouco o veículo, restrito a alguns passeios nos fins de semana.

Motor 1.6 carburado com cerca de 70 cv é o original, convertido de etanol para gasolina - Arquivo pessoal - Arquivo pessoal
Motor 1.6 carburado com cerca de 70 cv é o original, convertido de etanol para gasolina
Imagem: Arquivo pessoal

Contudo, "com dor no coração", Ronan vai de desfazer da sua criação, pela qual está cobrando R$ 25 mil.

"Eu e minha mulher temos um filho pequeno e estamos construindo nossa casa. Decidimos vender o carro para ajudar a custear a obra".

Painel de instrumentos é do Corcel I para dar aparência mais clássica ao Ford CorTang - Arquivo pessoal - Arquivo pessoal
Painel de instrumentos é do Corcel I para dar aparência mais clássica ao Ford CorTang
Imagem: Arquivo pessoal

Vale destacar que o veículo de Varginha não é o único Corcel caracterizado como se fosse um Mustang no Brasil: em São Paulo, circula um Del Rey 1983 verde com carroceria conversível, transformada pela Souza Ramos, que também traz o cavalo na grade dianteira e outros detalhes que remetem ao pony car.

Quer ler mais sobre o mundo automotivo e conversar com a gente a respeito? Participe do nosso grupo no Facebook! Um lugar para discussão, informação e troca de experiências entre os amantes de carros. Você também pode acompanhar a nossa cobertura no Instagram de UOL Carros.

Siga o UOL Carros no