PUBLICIDADE
Topo

Porsche revela conceito Mission R e abre caminho para 718 elétrico

Ricardo Ribeiro

Colaboração para o UOL, em Munique (Alemanha)

06/09/2021 10h20Atualizada em 06/09/2021 12h27

A Porsche apresentou hoje o conceito Mission R durante o tradicional IAA, o Salão Internacional do Automóvel. Enquanto a maior feira do setor vive uma mudança de endereço, de Frankfurt para Munique, a marca alemã reafirma o seu compromisso com a mudança de mentalidade: o futuro é elétrico. Depois do Taycan, um esportivo elétrico criado do zero, o Mission R pode abrir caminho para a 'conversão verde' de esportivos icônicos desenvolvidos em Stuttgart-Zuffenhausen.

O Mission R tem tração integral e estreia dois novos motores que fornecem até 800 kW ou 1.088 cv no "qualifying mode" (modo de qualificação, em inglês). A bateria de 80 kWh também é nova e conta com um sistema de recuperação que impede a perda de potência quando se exige mais do acelerador. Segundo a Porsche, o Mission R, com 1.500 kg, atinge 100 km/h em 2,5 segundos e tem velocidade máxima de 300 km/h. Em testes de pista, o protótipo teve o mesmo tempo de volta do atual Porsche 911 GT3 Cup.

O segredo é o resfriamento direto a óleo nos motores e na bateria, o que garante a geração de uma potência constante de 500 kW (680 cv) no modo de corrida. Assim, a Porsche promete ter eliminado a chamada redução de potência, ou seja, a redução da potência de saída da bateria devido às condições térmicas.

Um motor elétrico com até 320 kW (435 cv) alimenta o eixo dianteiro, enquanto outro de até 480 kW (653 cv) opera na parte traseira. A bateria do Mission R ainda tem acionamento elétrico e um sistema de 900 volts - 100 a mais que no Taycan. Isso significa que bastam 15 minutos nos boxes para carregar 80% da bateria.

Batizada de exoesqueleto pelos engenheiros da Porsche, a estrutura que protege o piloto no interior do veículo utiliza fibra de carbono. Ela integra a gaiola de segurança e o teto, com baixo peso e visual inovador. O protótipo também aposta na sustentabilidade, adotando no interior e até em partes da carroceria o NFRP, um plástico reforçado feito a base de fibra natural de linho.

Porsche Mission R - Divulgação/Porsche - Divulgação/Porsche
Imagem: Divulgação/Porsche

Os predicados do Mission R ainda incluem um desenvolvimento adicional nos sistemas de aerodinâmica ativa e redução de arrasto da marca, com três persianas em cada uma das duas entradas de ar laterais na seção do nariz e uma asa traseira ajustável de dois níveis.

O protótipo, porém, não é apenas para show. Oliver Blume, chefe do conselho executivo da Porsche, afirma que o Mission R é "a visão de como será o automobilismo de consumidor no futuro".

"Experimentamos nossa força inovadora na pista de corrida, demonstramos coragem em buscar novos caminhos e encantamos os proprietários de carros com desempenho esportivo. Este estudo conceito é a nossa visão de motorsport para clientes totalmente elétrico. O Mission R incorpora tudo o que torna a Porsche forte: desempenho, design e sustentabilidade", descreve Blume.

A Porsche não revela os detalhes, mas não é difícil identificar o 'traçado' deste circuito. A marca já afirmou que um 911 totalmente elétrico não será lançado nesta década. O Macan elétrico já está em desenvolvimento e o clay do projeto que já circulou por aí não guarda semelhanças com o conceito apresentado em Munique. A eletrificação do "motorsport de consumo", ou seja, carros esportivos com pegada de pista que circulam nas ruas, pode começar por 718, Boxster e Cayman.

Com 4,32 metros de comprimento, o Mission R é ligeiramente mais curto do que a atual série 718 Cayman, mas é mais largo, com 1,99 metros. A atual geração de Boxster e Cayman beira os dez anos e tudo indica que a Porsche deve incluir uma motorização totalmente elétrica na renovação que se a vizinha.

Vale lembrar que a Porsche revelou os conceitos do Boxter E da geração anterior que apresentavam propulsão totalmente elétrica em 2011, mas os modelos não se materializaram em produção porque eram muito pesados.

Porsche Mission R Salão de Munique IAAA - Ricardo Ribeiro/UOL - Ricardo Ribeiro/UOL
Imagem: Ricardo Ribeiro/UOL

O protótipo Mission E apresentado em 2015 levou apenas quatro anos para se converter no Taycan, com uma semelhança em design e tecnologia que não é frequente na jornada conceito futurista-produto final. O mesmo com Misson E Cross Turismo de 2018 que originou o Taycan Cross Turismo lançado em 2021.

Mantido o ritmo, não precisaremos esperar muito para saber se os frutos do estudo que é o Mission R irão mesmo além de agitar corridas de elétricos. UOL Carros aposta que sim.

O chefe design da Porsche, Michael Maurer, concorda conosco:

"Nós sempre desenvolvemos conceitos em próxima relação com carros de produção. Fique ligado e você verá que algumas linhas do Mission R vão encontrar o seu caminho para os carros de produção", diz Maurer.

* Viagem a convite da Volkswagen