PUBLICIDADE
Topo

ANÁLISE

Texto baseado no relato de acontecimentos, mas contextualizado a partir do conhecimento do jornalista sobre o tema; pode incluir interpretações do jornalista sobre os fatos.

Por que Fiat Strada se tornou o veículo mais vendido do Brasil na pandemia

Fiat Strada se consolida a cada mês como o veículo mais vendido do Brasil, superando Chevrolet Onix e Hyundai HB20 com folga - Divulgação
Fiat Strada se consolida a cada mês como o veículo mais vendido do Brasil, superando Chevrolet Onix e Hyundai HB20 com folga Imagem: Divulgação

Alessandro Reis

Do UOL, em São Paulo (SP)

12/08/2021 04h00Atualizada em 13/08/2021 18h35

Há muito tempo, as picapes Ford Série F são o veículo mais vendido dos Estados Unidos. No Brasil, essa categoria não costuma ter a mesma relevância, mas a situação mudou.

Neste ano, em plena pandemia de coronavírus, a Fiat Strada tem se consolidado na liderança do ranking: são 70.502 unidades emplacadas de janeiro a julho - volume consideravelmente maior do que os 53.205 exemplares vendidos do Hyundai HB20, o segundo colocado, no mesmo período.

A vantagem é ainda maior na comparação com o Chevrolet Onix, primeiro colocado durante os últimos seis anos e que caiu para o sexto lugar em 2021, somando 42.894 exemplares comercializados.

O que explica esse predomínio da Strada, que sempre vendeu bem, mas nunca tanto quanto agora? O UOL Carros levantou algumas razões. Confira!

'Míni Toro' não tem rivais diretos

Lançada no ano passado, nova geração da Strada se inspira no sucesso da Fiat Toro - Divulgação - Divulgação
Lançada no ano passado, nova geração da Strada se inspira no sucesso da Fiat Toro (foto)
Imagem: Divulgação

Renovada em 2020, a Strada é responsável por 26,4% das vendas totais da Fiat nos primeiros sete meses de 2021.

Conforme Cassio Pagliarini, da consultoria Bright Consulting, foram as mudanças introduzidas na segunda geração que a tornaram sem concorrentes diretos, ao menos até agora.

Hoje, a Strada é a única picape compacta com cabine dupla e quatro portas do mercado.

"A Fiat reeditou com a nova Strada a fórmula bem-sucedida da Toro, ao combinar características de carros de passeio com a robustez de veículos utilitários. Tudo isso com preços mais acessíveis, porte mais compacto e visual atraente", analisa o especialista.

Nova Strada atrai diferentes públicos

Segundo Herlander Zola, diretor da Fiat no Brasil e na América Latina, a nova Strada hoje vende praticamente "o dobro" do que vendia a geração anterior, a ponto de ser considerada um "divisor de águas" pela empresa.

"Especialmente nas versões de cabine dupla e quatro portas, a Strada passou a ser alternativa para muitos clientes que até então não colocavam uma picape no seu radar".

Pagliarini salienta que a oferta das quatro portas, aliada com a disponibilidade de equipamentos desejados em carros de passeio, como central multimídia atual, faróis de LED e sensores traseiros de estacionamento, ampliou bastante o público potencial da picape.

"Quem hoje pensa em comprar um SUV pequeno já avalia levar a Strada, que oferece a comodidade das quatro portas e bastante espaço para bagagens na caçamba. Ela também tem apelo entre clientes sem condições de bancar uma Toro ou picapes maiores de cabine dupla".

Paralisação na produção de Onix e Onix Plus

Líder nos últimos 6 anos, Onix teve produção interrompida e viu vendas despencarem em 2021 - Divulgação - Divulgação
Líder nos últimos 6 anos, Onix teve produção interrompida e viu vendas despencarem em 2021
Imagem: Divulgação

Em 2020, já na atual geração, lançada em junho daquele ano, a Fiat Strada foi o quarto veículo mais vendido do País, somando 80.041 emplacamentos. Ficou atrás apenas de Chevrolet Onix (135.351), Hyundai HB20 (86.548) e Chevrolet Onix Plus (83.392).

Em 2021, sobreveio a crise da escassez de semicondutores, um dos efeitos negativos que a pandemia tem causado na economia mundial.

A falta de componentes eletrônicos teve grande impacto no Onix e no Onix Plus, cuja produção em Gravataí (RS) ficará interrompida por no mínimo cinco meses ao longo deste ano - a previsão de retomada é para o próximo dia 16 de agosto, informa a General Motors.

Com isso, o hatch e o sedã compactos viram suas vendas despencarem para, respectivamente, sétimo e 13º lugares.

O HB20 também teve a produção impactada pelo mesmo problema, ainda que em menor proporção. Enquanto isso, a Strada sofreu menos interrupções na respectiva linha de montagem, em Betim (MG).

"A Fiat tem conseguido lidar melhor com a escassez de microchips na comparação com a concorrência", aponta o consultor Cassio Pagliarini.

"A gente tem conseguido gerenciar esse problema de maneira mais eficiente do que as demais montadoras. Nosso time de supply chain tem buscado alternativas no mundo todo e investido em soluções técnicas para manter a produção com a maior disponibilidade possível", diz Herlander Zola.

Sucesso nas vendas diretas

Bom momento do agronegócio ajuda a alavancar vendas diretas de picapes, beneficiando Strada - iStock - iStock
Bom momento do agronegócio ajuda a alavancar vendas diretas de picapes, beneficiando Strada
Imagem: iStock

A maior parte dos emplacamentos de picapes tradicionalmente acontece por meio de vendas diretas, efetuadas para frotistas e produtores rurais.

A Fiat tem aberto ampla vantagem sobre as demais marcas nessa modalidade de comércio de veículos novos.

De janeiro a julho, a marca italiana é responsável por 32,08% de todas as vendas diretas de carros de passeio e comerciais leves no País, bem acima dos 17,25% registrados pela vice-líder Volkswagen.

Ao levarmos em conta apenas os comerciais leves, categoria da qual a Strada e a Toro fazem parte, a vantagem é ainda maior: 57,29% da Fiat ante 10,73% da VW.

Pagliarini avalia que os percentuais elevados indicam que a marca tem focado clientes tradicionais de picapes, oferecendo preços competitivos e condições facilitadas de pagamento.

"A Fiat tem adotado uma estratégia agressiva para o faturamento direto de veículos, alavancando as vendas de Strada e Toro. Além disso, a categoria de picapes como um todo tem sofrido menos na pandemia, beneficiada pelo bom desempenho do agronegócio no Brasil".

Quer ler mais sobre o mundo automotivo e conversar com a gente a respeito? Participe do nosso grupo no Facebook! Um lugar para discussão, informação e troca de experiências entre os amantes de carros. Você também pode acompanhar a nossa cobertura no Instagram de UOL Carros.

Siga o UOL Carros no

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL