PUBLICIDADE
Topo

De McLaren a Bentley: sem dó, governo filipino destrói milhões em carrões

Carrões são destruídos por governo das Filipinas - Divulgação
Carrões são destruídos por governo das Filipinas Imagem: Divulgação

Do UOL

Em São Paulo (SP)

21/06/2021 09h50

O governo filipino viu seu departamento de alfândega destruir recentemente 21 carros avaliados em US$ 1,2 milhão (R$ 6 milhões). Entre as vítimas da operação estiveram um McLaren 620R, um Bentley Flying Spur e um Porsche 911.

Mas não parou por aí. Um Mercedes SLK, um Lotus Elise, um cupê Hyundai Genesis modificado, um Toyota Solara e 14 "jipes Mitsubishi" também foram destruídos.

De acordo com informações locais, todos estes veículos foram importados para as Filipinas e apreendidos pelas autoridades locais entre 2018 e 2020. O presidente Rodrigo Roa Duterte lançou a Diretiva Presidencial 2017-447, na qual reiterou a "necessidade de destruir veículos contrabandeados para enviar uma forte mensagem de que o governo leva a sério seus esforços contra o contrabando".

Isso gera uma reação mista na sociedade local, já que muitas pessoas acreditam que seria melhor leiloar os carros, entretanto o governo alega que prefere manter uma política firme a respeito do contrabando.

Esta foi a segunda vez que o governo filipino ordenou a destruição de carros contrabandeados neste ano, com um primeiro evento deste tipo ocorrendo em 9 de fevereiro. Na ocasião, 17 carros foram destruídos. Entre as vítimas estiveram BMW Z1, Ferrari 360 Spider e Lamborghini Gallardo.