PUBLICIDADE
Topo

Picapes: 5 dicas de manutenção para seu carro encarar qualquer parada

Picapes demandam cuidados na manutenção e no uso fora de estrada - Divulgação
Picapes demandam cuidados na manutenção e no uso fora de estrada Imagem: Divulgação

Vitor Matsubara

Colaboração para o UOL, de São Paulo (SP)

14/06/2021 04h00

Resumo da notícia

  • Veículos são mais robustos, mas devem ser utilizados com cautela
  • Limpar carro e lubrificar partes da suspensão são vitais após trilhas
  • Condução off-road deve ser cautelosa para evitar quebras

As picapes são desejadas por muitos motoristas que precisam de um carro robusto para encarar o trabalho pesado ou viajar no fim de semana. Só que, mesmo sendo mais resistentes, elas necessitam de atenção especial em alguns aspectos.

"Quando se compra um utilitário seminovo, a primeira recomendação é fazer a manutenção de todos os fluidos do carro, mesmo que o veículo aparente estar em bom estado", aconselha Edson Hashimoto, proprietário da oficina Auto Company, em São Paulo (SP).

UOL Carros lista a seguir algumas recomendações na manutenção das picapes. Confira!

1. Limpeza e lubrificação

Não é porque algumas picapes encaram pisos acidentados que você pode descuidar depois da diversão.

"É importante fazer uma manutenção de limpeza depois de pegar uma estrada de terra ou barro, especialmente em partes da suspensão. Algumas picapes ainda têm bico de engraxamento, tanto na parte dianteira da suspensão quanto no feixe de molas. Então é importante realizar a lubrificação e deixá-lo limpo", afirma Cacá Clauset, piloto e especialista em off-road.

Vale a pena verificar o estado de componentes como a bandeja de suspensão, freios e eixo cardã. É importante lubrificar cruzetas, luvas e ponteiras com a graxa especificada.

2. Atenção aos barulhos

A recomendação é levar sua picape para realizar uma revisão completa depois de enfrentar trilhas mais pesadas. O óleo do diferencial também deve ser trocado imediatamente após trafegar por regiões alagadas (como a travessia de um rio), uma vez que pode ocorrer a contaminação do lubrificante por água.

Outra dica é manter os ouvidos atentos a possíveis ruídos ao realizar curvas ou frear o veículo. Qualquer tipo de barulho pode ser um indício de que há algo errado.

3. Faça trilhas com cuidado

Todo mundo sabe que as picapes são veículos mais resistentes do que automóveis de passeio. Mas isso não significa que você pode abusar delas no dia a dia.

É importante ser cauteloso no uso fora de estrada, sob o risco de quebras inesperadas. Componentes como o eixo cardã e o semieixo estão entre os que mais sofrem com a falta de cuidado nas trilhas.

Reduza a velocidade antes de transpor um buraco ou qualquer tipo de obstáculo. Além de poupar as peças do carro, você consegue analisar o desafio com maior cautela e reduz o risco de acidentes. E não esqueça de realizar todas as tarefas (como acelerar e trocar marchas) de forma suave para evitar prejuízos.

4. Não 'segure o carro' na embreagem

Controlar a potência do veículo no pedal da embreagem (prática popularmente conhecida como 'segurar o carro' na embreagem) não é recomendável em automóveis, e pode ter consequências ainda mais sérias em uma picape, especialmente se estiverem carregadas.

Essa prática pode superaquecer o disco da embreagem, podendo resultar no empenamento da peça ou do platô. Além de o reparo ser custoso, esse desgaste também pode danificar outras partes do veículo.

5. Cuidado com a tecnologia

As picapes atuais são muito mais modernas do que os modelos de algumas décadas atrás. Se por um lado a tecnologia facilita a vida dos motoristas, por outro é preciso ficar atento a alguns problemas.

"Alguns problemas comuns acontecem nos bicos injetores e sensores de ABS, além dos controles de estabilidade e de tração", revela Edson.