PUBLICIDADE
Topo

VW Taos: o que versão vendida nos EUA tem de melhor que a brasileira

José Antonio Leme

do UOL, em São Paulo (SP)

11/06/2021 04h00

Lançado na semana passada no Brasil, o Volkswagen Taos é mais um projeto global da marca alemã. Por enquanto, o SUV médio que disputa espaço com o Jeep Compass e o Toyota Corolla Cross, está sendo produzido no México, para os mercados norte-americanos, e na Argentina, para a América Latina.

Mas além da diferença nos locais de produção, o modelo oferecido por lá também guarda diferenças, melhorias e mais opções que o vendido no Brasil e não são poucas.

Volkswagen Taos 2022  - Divulgação  - Divulgação
Imagem: Divulgação

1 Motor

Enquanto o Brasil segue apostando no 1.4 turboflex de 150 cv e 25,5 mkgf, os norte-americanos usam o sucessor 1.5 turbo, que também está disponíveis em diversos modelos na Europa. Esse propulsor entrega 160 cv, 10 cv a mais, mas os mesmos 25,5 mkgf.

Apesar de equipar outros modelos, como o T-Cross na Europa, não há qualquer menção por parte da Volkswagen em oferecer esse propulsor no Brasil ainda.

Volkswagen Taos 2022  - Divulgação  - Divulgação
Imagem: Divulgação

2 Sistema de tração

Além do "coração" do Taos americano ser diferente, outra mudança está nas opções de tração. Além da tração dianteira, que é a única opção oferecida no Brasil, o Taos americano conta com a opção de tração integral 4Motion.

O sistema é o mesmo usado no Tiguan Allspace R-Line com motor 2.0 turbo. Ele entra em funcionamento e transfere as forças entre os eixos dianteiro e traseiro caso as rodas de um deles perca tração ou contato com o solo. Com isso, até os modos de condução disponíveis são diferentes: um modo para neve, um para o asfalto e dois para o fora de estrada.

Volkswagen Taos 2022  - Divulgação  - Divulgação
Imagem: Divulgação

3 Câmbio

Em termos de transmissão, há duas opções: automática de oito velocidades ou automatizada de sete e dupla embreagem, a DSG. A primeira vem acoplada ao motor 1.5 nas versões cp, tração apenas dianteira, a segunda atende as versões equipadas com tração integral.

No Brasil, apenas o Tiguan AllSpace R-Line vem com o câmbio DSG de sete velocidades. Todos os demais carros de passeio usam o automático de seis marchas, exceto o esportivo Jetta GLI que aposta no DSG, mas de seis velocidades.

Volkswagen Taos 2022  - Divulgação  - Divulgação
Imagem: Divulgação

4 Equipamentos

Além das diferenças mecânicas, o Taos norte-americano tem diferenças em termos de equipamentos também. Não que o Taos feito na Argentina seja pouco equipado, mas alguns itens ficaram de fora do conjunto.

Enquanto o Taos brasileiro oferece frenagem autônoma de emergência e ACC, o Taos americano, além disso traz no conjunto o leitor de faixa com correção no volante, não é oferecido na versão que chega às lojas aqui no final do mês.

Outro extra do Taos gringo é o leitor de placas. A câmera localizada no topo do para-brisa lê as placas de velocidade em ruas ou estradas e projeta no painel virtual, para que o condutor saiba a velocidade da via.

Por fim, um dos itens de equipamentos que parece estar "ao contrário" é o aquecimento de bancos. Eles estão disponíveis no brasileiro, assim como no americano, mas o Taos americano traz também a função de refrigerar os assentos dianteiros, que no Brasil, País quente na maior parte do ano, não está presente.