PUBLICIDADE
Topo

Jeep Commander é provável nome do SUV de sete lugares; confira o teaser

José Antonio Leme

do UOL, em São Paulo (SP)

05/04/2021 11h44

A Jeep dominou o início da semana com várias divulgações, como a chegada das versões conectadas de Renegade ao mercado, além de antecipar alguns detalhes do novo Jeep Compass 2022, que chega às lojas em maio, mas cuja pré-venda inicia hoje às 16h.

Mas além disso, ao final da apresentação, a Jeep mostrou também um teaser do novo SUV de sete lugares da marca. O modelo está previsto para o final do ano, no segundo semestre. Ele será produzido em Goiana (PE) junto com Renegade, Compass e a Fiat Toro. E seu nome provável é Jeep Commander.

No teaser, uma das imagens que surge tem as letras "ER", aguçando a curiosidade sobre o nome do novo SUV de sete lugares da companhia. O nome Commander já foi utilizado em um SUV de sete lugares da companhia no início dos anos 2000, o que reforça a aposta.

A Jeep já havia confirmado que o novo SUV não seria batizado de Grand Compass. Vale lembrar também que o irmão chinês do nosso SUV de sete lugares é chamado de "Grand Commander" e tem a mesma base alongada do Compass.

Outros detalhes mostrados no vídeo são pequenos e não entregam muito sobre o visual do novo modelo. O enfoque ficou na dianteira, com a manutenção das sete barras que são a marca registrada dos modelos da Jeep com pequenos detalhes que dão efeito de profundidade e de 3D.

Por dentro, o Commander deve manter as mesmas novidades que foram apresentadas no Compass 2022, o que o diferencia do Grand Commander chinês totalmente. Alguns detalhes evidentes são o volante e a central multimídia, que no SUV chinês é integrada ao painel, enquanto no nacional será flutuante.

Jeep Commander do início dos anos 2000 - Divulgação - Divulgação
Imagem: Divulgação

Apenas motores turbo

A Jeep também confirmou que o novo SUV terá apenas motores turbo. Ou seja, que terá o 2.0 turbodiesel, cuja potência deve ser melhorada para chegar aos 200 cv (atualmente são 170 cv), e o 1.3 turbo flexível que com etanol chega a 185 cv e 27,5 mkgf. O câmbio deve ser, respectivamente, de nove e seis marchas, como ocorre no Compass.

Motor 1.3 turbo flexível - Divulgação - Divulgação
Imagem: Divulgação