PUBLICIDADE
Topo

Caoa Chery Tiggo 3x: o que já sabemos sobre o novo SUV que chega em 2021

José Antonio Leme

do UOL, em São Paulo (SP)

01/04/2021 04h00

A Caoa Chery confirmou na última semana a chegada de um novo SUV que será produzido na fábrica de Jacareí (SP).

Sem citar nomes, a empresa confirmou que o novo produto é o Tiggo 3x ao dizer que ele "ficará situado entre o Tiggo 2 e o Tiggo 5x". A pré-produção começou no mês passado e o carro será oficialmente apresentado até o fim do mês.

O modelo é a reestilização mais profunda do Tiggo 2, menor SUV da companhia à venda no Brasil. Mas a chegada do novo produto não encerrará a fabricação do 'irmão', que será mantido em produção como uma opção mais barata, de entrada, para a gama de SUVs da Caoa Chery.

Lembrando que o Tiggo 2 é derivado do hatch Celer, que chegou a ser produzido e vendido no Brasil e, por isso, guarda muitas semelhanças.

Com novo visual, mais tecnológico e com melhor acabamento, o Tiggo 3x subirá de patamar não só em termos de produto, mas também de preço.

A principal novidade do Tiggo 3x é a adoção de um novo conjunto mecânico. Sai o motor 1.5 flexível e entra um de três cilindros, de 1.0 turbo, injeção direta e, no caso do Brasil, tecnologia flex.

Na versão a gasolina, esse motor cujo código é F3J10, desenvolve 116 cv e cerca de 19 mkgf. Com etanol a potência deve ficar na casa dos 120 cv, mas o torque será mantido.

Como método de comparação, o 1.5 quatro cilindros rende até 115 cv e 14,9 mkgf quando o Tiggo 2 está abastecido com etanol.

Caoa Chery Tiggo 3x - Divulgação - Divulgação
Imagem: Divulgação

A outra grande mudança do conjunto será a adoção da transmissão automática CVT, que simula nove marchas, no lugar da antiga automática de quatro velocidades. Na China, essa nova transmissão é adotada também para o Tiggo 3x equipado com o motor 1.5.

Por dentro, além de um acabamento mais requintado para o Tiggo 3x, a marca também alterou outras partes. O painel de instrumentos tem aspecto convencional, com mostradores analógicos redondos para conta-giros e velocímetro com um computador de bordo digital no centro.

O volante de couro multifuncional e com base achatada é o mesmo encontrado no "irmão" maior Tiggo 8 e parecido com o do Arrizo 6. O freio de estacionamento manual com alavanca foi substituído por um elétrico. Opção de chave presencial com partida por botão também estará disponível para o Tiggo 3x.

Outra novidade na área interna é a enorme central multimídia de 9 polegadas no centro do painel, que também foi totalmente reformulado. Está mais moderno, atual, tem mais espaço no console central e saídas de ar-condicionado reposicionadas e com novo formato.

Falando do visual, o novo SUV adota a mais recente linguagem visual da Caoa Chery. Isso inclui uma grade de motor hexagonal, que está na moda para diversas marcas, e detalhes cromados na parte interna da grade que dão um efeito 3D diferenciado.

Os faróis são bipartidos, com uma parte na área superior e outra nos para-choques, integrados as luzes de neblina. Isso deu um estilo mais agressivo ao pequeno SUV.

Na traseira as mudanças foram menores e mais sutis. As lanternas foram mantidas e a tampa do porta-malas também, mas o para-choque é novo.

Sistemas que já estavam disponíveis no Tiggo 2 voltam atualizados no Tiggo 3x. Um deles é o controle de tração e estabilidade em uma nova geração, fornecido pela Bosch. Outro item que já estava disponível e estará no novo SUV compacto é o assistente de partida em rampa.

Outra parte técnica muito destacada são os freios a disco na quatro rodas. Os pneus, dependendo da versão, têm medidas 195/65 R15 ou 205/55 R16. As dimensões continuam inalteradas. Isso significa 4,20 metros de comprimento, 1,76 m de largura e 1,57 m de altura. Enquanto a distância entre-eixos mantém seus 2,55 m. O porta-malas, segundo a marca, tem 400 litros de capacidade.

Caoa Chery Tiggo 3x - Divulgação - Divulgação
Imagem: Divulgação