PUBLICIDADE
Topo

Flagra: Jeep de sete lugares roda com camuflagem pesada em testes em SP

Flagra do SUV de sete lugares da Jeep - @abandonados
Flagra do SUV de sete lugares da Jeep Imagem: @abandonados

José Antonio Leme

do UOL, em São Paulo (SP)

29/03/2021 12h36

A Jeep continua firme no desenvolvimento do SUV de sete lugares da marca. O modelo foi flagrado pelo @abandonados na Rodovia Anchieta, na região do grande ABC, em testes e ainda com camuflagem bem pesada.

O modelo que está cotado para ser apresentado no segundo semestre, se a pandemia não atrasar os planos, vai ficar situado acima do Jeep Compass na gama de modelos da companhia e também será fabricado em Goiana (PE), planta responsável ainda por Renegade e Fiat Toro.

O novo SUV promete ser o "carro mais tecnológico produzido no País", segundo a Jeep. Isso porque ele vai trazer de série itens que atualmente são oferecidos como opcionais mesmo nas versões mais caras do Compass, que bate nos R$ 230 mil.

Entre os equipamentos estão leitor de faixa de rodagem com correção no volante, frenagem autônoma de emergência, controle de velocidade adaptativo, entre outros. Por dentro, o novo Jeep vai apostar no mesmo visual do Compass 2022. Isso significa que trará o mesmo novo volante que já apareceu no Compass chinês e a central multimídia com tela flutuante.

A Jeep tem feito muita questão de esconder - e bem - como serão as linhas finais do produto. Inclusive tem usado lanternas de caminhão fixadas por fora para não dar pistas sobre o conjunto óptico do SUV. O suspense até surte efeito, mas o novo Jeep de sete lugares, cujo nome ainda não foi divulgado, terá forte influência do Grand Commander.

Esse é o nome do seu equivalente chinês, que também usa uma versão esticada da plataforma do Compass para contar com a terceira fileira de bancos. A Jeep já afirmou que o nome "Grand Compass" está descartado. Do irmão menor, ele vai herdar, além do interior, portas e faróis também.

Sob o capô, o novo modelo da Jeep vai ter como uma das opções o motor 2.0 turbodiesel que atualmente rende 170 cv, mas vai ganhar melhorias para chegar aos 200 cv e subir o torque além dos 35,7 mkgf. O motor 1.3 turbo flexível de cerca de 180 cv não está confirmado, mas deve ser uma opção mais em conta e igualmente potente para o novo utilitário-esportivo.

Grand Commander que é base do novo SUV de sete lugares da Jeep - Jeep - Jeep
Imagem: Jeep

Rivais do novo Jeep de sete lugares

Seus principais rivais são dois modelos importados: O Volkswagen Tiguan R-line, que tem sete lugares e motor 2.0 turbo a gasolina de 220 cv (R$ 224.650) e o Mitsubishi Outlander que custa entre R$ 194.990 e R$ 262.990, e tem motores 2.0 aspirado (160 cv), 3.0 V6 (240 cv), ambos a gasolina e o 2.2 turbodiesel de 165 cv.

Flagra do SUV de sete lugares da Jeep - @abandonados - @abandonados
Imagem: @abandonados