PUBLICIDADE
Topo

Perua Porsche Taycan Cross Turismo chega ao Brasil a partir de R$ 649.000

José Antonio Leme

Do UOL, em São Paulo (SP)

04/03/2021 12h33

A Porsche apresentou oficialmente seu novo veículo elétrico, o Taycan Cross Turismo. O modelo é a versão perua (Station Wagon) do sedã elétrico Taycan. Junto com o lançamento mundial, a Porsche começa a aceitar encomendas no Brasil já. Por aqui, a perua será oferecida apenas na versão 4 Cross Turismo, que parte de R$ 649 mil. A entrega do modelo começa no início do segundo semestre.

Essa é a versão de entrada da gama, que terá outras três versões em outros mercados: 4S Cross Turismo, Turbo Cross Turismo e Turbo S Cross Turismo. A versão 4 Cross Turismo tem dois motores elétricos, um em cada eixo que combinados entregam 380 cv. No modo de controle de largada, que ativa uma potência extra, ela chega a entregar 476 cv. O torque máximo é de 50,9 mkgf.

A transmissão, como do sedã, tem duas marchas à frente e à ré. A tração é integral nas quatro rodas (por isso o 4 no nome), mas o carro tem uma entrega maior de torque no eixo traseiro, para tentar manter o aspecto esportivo de todo Porsche. A suspensão é do tipo independente na frente e atrás, sendo a traseira com eixo multilink.

A bateria de íons de lítio tem capacidade de energia de 93,4 kWh. Com uma carga completa, a Porsche divulga que o modelo é capaz de oferecer uma autonomia entre 389 km e 456 km no ciclo de testes WLTP. Esse tipo de aferição de autonomia tenta reproduzir o uso real do modelo, não mais o feito em laboratório.

Com esse conjunto, a perua 4 Cross Turismo é capaz de acelerar de 0 a 100 km/h em 5,1 segundos. Até 200km/h, o modelo cumpre em 15,6 s. A velocidade máxima fica em 220 km/h.

A grande vantagem da perua é o espaço de porta-malas. São 446 litros de capacidade que podem chegar a 1.212 litros com os bancos rebaixados. Na frente, onde ficaria um motor a combustão, o modelo tem outros 84 litros disponíveis. No teto, a Porsche divulga que é capaz de levar outros 75 kg usando um rack. O peso total, em ordem de marcha, é de 2.245 kg.

Apesar de usar a mesma plataforma do Taycan, isso inclui interior, parte elétrica, acabamento entre outros, a Cross Turismo tem sim suas diferenças. Tanto é que a Porsche considera um produto de desenvolvimento diferente, não apenas uma alteração do Taycan original. Em termos de porcentagem, a perua tem entre 10% e 12% de componentes totalmente novos.

Entre as novidades, além do espaço de carga maior no porta-malas, está a suspensão a ar elevada em até 30 mm se comparada ao do sedã. Junto com isso, há um novo modo de condução, batizado de "Gravel" para situações de fora de estrada, lembrando que o modelo não exatamente um off-road, mas tem um pouco mais de aptidão para estradas não pavimentadas, mas leves.

Além disso, o teto é um pouco mais elevado na área dos ocupantes do banco dianteiro, para garantir mais espaço e comodidade que no sedã. Visualmente, as diferenças externas ficaram para as proteções na cor preta nas caixas de roda e nos para-choques, ao estilo dos carros aventureiros vendidos no Brasil. Isso dá um aspecto mais "radical" ao modelo.