PUBLICIDADE
Topo

Nova geração do Honda HR-V é 100% diferente e terá motorização híbrida

José Antonio Leme

do UOL, São Paulo (SP)

18/02/2021 09h28

A Honda apresentou oficialmente a nova geração do HR-V 2022. O SUV compacto da marca que é vendido e fabricado no Brasil chega em uma geração totalmente nova, com visual mais refinado, inspirado nos cupês na marca e tecnologias inovadoras, como a adoção de um trem de força híbrido, não presente na geração que ainda está à venda no Brasil.

Em termos de visual, o HR-V antecipa o que veremos no novo Civic e o que já está presente no sedã maior, o Accord. As linhas estão mais agradáveis e suavizadas, passando mais requinte e menos agressividade como na geração anterior. Os faróis estão mais afilados e invadem os para-lamas.

A traseira é uma miniatura modernizada da atual do CR-V, o SUV médio da marca. A grade dianteira tem filetes horizontais finos. A carroceria está mais esportiva graças à caída mais pronunciada da coluna C, mas manteve as maçanetas escondidas ali como um elemento de design.

O interior mantém a discutível saída de ar contínua no centro do painel de instrumentos, há uma nova e moderna central multimídia flutuante e, ao que parece, com um sistema nativo bem mais intuitivo. O volante traz a nova identidade visual que já vimos para os novos City e Fit com um miolo redondo.

O painel de instrumentos agora é todo virtual, ao menos nas versões mais caras. Sem explicar em detalhes, a Honda confirmou que o novo HR-V terá o mesmo sistema de bancos "mágicos" presentes no Fit, que permite modular o interior e até deitar 100% do banco do passageiro para trás. Agora isso é possível, segundo a marca japonesa, "graças ao trem de força híbrido mais compacto e o centralização do tanque de combustível".

Entre as tecnologias que estarão disponíveis ao novo HR-V estão alerta de colisão frontal com frenagem autônoma de emergência, assistente de saída de faixa de rodagem, controle de cruzeiro adaptativo, leitor de placas de trânsito, alerta de ponto cego, câmera 360º e assistente de descida em rampa.

As dimensões não foram confirmadas, mas informações anteriores diziam que o novo SUV tem 4,40 metros de comprimento, 1,79 m de largura, 1,59 m de altura - um crescimento pequeno em relação as medidas do atual, que para o padrão da categoria já eram bastante generosas.

Apesar de divulgar uma série de novidades, a cereja do bolo ficou de fora: as motorizações. Ao menos, a Honda confirmou que na Europa o novo modelo será oferecido somente com um trem de força híbrido, a associação de um motor 1.5 aspirado a um elétrico, mas não deu dados de potência e torque.

A expectativa é que seja a mesma combinação entregue pela companhia no Fit híbrido: um 1.5 a gasolina de 96 cv e 13,4 mkgf combinado com o elétrico de 106 cv e 25,8 mkgf. O câmbio é o automático CVT adaptado para conjuntos híbridos. Isso o permite rodar em três modos de condução: só a combustão, só elétrico ou híbrido. Ele terá ainda opções com tração dianteira ou integral.

Por enquanto as vendas estão confirmadas para o Japão em abril e na Europa começam no final do ano. Questionada em relação a chegada do novo HR-V ao Brasil, a Honda afirmou que "não comenta sua estratégia de negócios".