PUBLICIDADE
Topo

Ladrões devolvem carro PCD roubado na Itália e deixam pedido de desculpas

Do UOL, em São Paulo

21/01/2021 10h44

Uma história que aquece corações nos dias atuais, ainda que bizarra em geral, aconteceu na cidade Bari, na Itália. No último dia 13, ladrões roubaram um Fiat Doblò próximo a um hospital, o que eles não sabiam é que estavam levando um carro adaptado para pessoa com deficiência (PCD). E três dias depois eles devolveram o carro acompanhado de um recado.

"Nós também temos coração, nos desculpem, não sabíamos sobre a sua patologia. Nos perdoe mais uma vez... os ladrões", dizia o recado. O carro pertence a família de Maria Elena Barile Damiani, 56, que tem de esclerose múltipla e é o único meio de transporte da família para levá-la as consultas e tratamentos. Ele foi deixado em frente a uma casa na cidade vizinha de Valenzano. O proprietário da casa foi quem encontrou o bilhete e chamou a polícia.

O caso ganhou notoriedade porque, avisada do roubo pelos pais, a filha de Maria Elena, Rita Damiani, fez uma publicação nas redes sociais, que viralizou entre os locais. "Coloque a mão no seu coração e nos devolva o carro", dizia o post. Ela diz que a solidariedade provavelmente foi decisiva para que a polícia encontrasse o veículo. "Ter encontrado o carro é um sinal de esperança, um pouco de confiança na raça humana que não deve nos abandonar nunca", completou.

Ladrão deixa bilhete após roubar carro PCD - Reprodução - Reprodução
Imagem: Reprodução

Apesar de ser encontrado em boas condições, sem danos gerais, o monovolume adaptado passou por uma revisão na última segunda-feira, 18. Isso para recuperar a parte elétrica, porque os ladrões romperam todo o sistema de ignição para poder ligar o carro e furtá-lo.
Solidariedade teve continuidade

"Após o roubo, várias propostas de comprar um novo carro para transportar minha mãe surgiram, nós aceitamos com a condição de que não fosse para ela, mas sim para todos com deficiências", afirmou Rita. Como forma de agradecimento por ter recuperado o carro, ela abriu uma campanha de financiamento coletivo no GoFundMe para levantar fundos para a compra de um carro equipado como o de sua família para uso de outras famílias da região que tenham pessoas com limitação de locomoção.

A campanha quer arrecadar 20 mil euros. O carro ficará aos cuidados de uma associação que está sendo criada pela cidade de Bari. "Gosto de pensar que, com a ajuda de todos, tantas pessoas especiais como Maria Elena poderão voltar a ver o mar de Polignano, fazer uma visita fora de Bari ou rezar sobre o túmulo Padre Pio", disse o prefeito de Bari, Fabio Romito, em um post nas redes sociais.

Doblò europeu é mais moderno do que o brasileiro

Vale lembrar que na Europa, o Doblò está na segunda geração. Inclusive, o modelo lançado em 2010 já recebeu uma reestilização em 2015, enquanto o modelo produzido em Betim (MG) ainda usa a base da primeira geração, de 2001.

Em baixa, o Doblò é oferecido em versão única no Brasil, a Essence, com sete lugares a exorbitantes R$ 105.367. A versão cargo parte de R$ 94.205 e pode contar com opcionais como uma porta corrediça extra e itens de conveniência, como sistema de som, sensor de obstáculos e vidros na traseira.