PUBLICIDADE
Topo

Uber vende sua divisão de pesquisa de veículos autônomos, diz site

Carro autônomo da Uber - Divulgação
Carro autônomo da Uber Imagem: Divulgação

Do UOL

Em São Paulo (SP)

08/12/2020 11h08

De acordo com a publicação The Verge, a Uber vendeu sua divisão de pesquisa de veículos autônomos, a Advanced Technologies Group, para a Aurora Innovations nesta última segunda-feira.

A Aurora Innovations é uma startup de direção autônoma da cidade norte-americana de São Francisco fundada em 2016 pelo ex-engenheiro chefe da unidade autônoma da Google, Chris Urmson. Mesmo com a venda, a Uber investirá US$ 400 milhões na Aurora, obtendo uma participação de 26% na empresa. Além disso, o CEO da Uber, Dana Khosrowshahi, entrará no conselho da Aurora, diz a CNBC. Toyota e Hyundai também possuem participação na Aurora.

"Poucas tecnologias prometem melhorar a vida das pessoas com transporte seguro, acessível e ecologicamente correto como os veículos autônomos", disse Khosrowshahi à CNBC.

A venda se dá devido à pandemia, que afetou bastante os negócios da Uber, que tem tentado encontrar maneiras de manter sua lucratividade. A empresa também vendeu recentemente sua subsidiária focada em táxi aéreo.

Entretanto, a empresa de desenvolvimento de veículos autônomos teve seus problemas ao longo do tempo. O pior foi a morte de Elaine Herzberg em março de 2018, atropelada por um veículo de teste autônomo da Uber. A pessoa que estava acompanhando o veículo durante o teste enfrentou acusações criminais por estar assistindo um streaming em seu celular no momento do acidente.

Depois disso, a Uber reduziu os testes de seus carros autônomos. Em 2017, a Uber ainda foi processada pela Waymo - empresa de veículos autônomos da Google - por ter supostamente roubado segredos comerciais. As empresas fizeram um acordo e uma sentença de 18 meses de prisão foi dada para o engenheiro da Uber e ex-funcionário da Google Anthony Levandowski.