PUBLICIDADE
Topo

SUV elétrico da Lotus terá dois motores e 750 cv de potência, diz site

SUV elétrico da Lotus - Reprodução
SUV elétrico da Lotus Imagem: Reprodução

Do UOL

Em São Paulo (SP)

10/11/2020 10h56

A Lotus, que havia prometido um SUV híbrido para ser lançado em 2022, deverá ter em vez disso um modelo 100% elétrico. Em desenvolvimento desde 2016, a motorização híbrida não é mais a prioridade da controladora da fabricante - a chinesa Geely. Em vez disso, o SUV deverá ser lançado primeiro elétrico e depois como híbrido.

A decisão se dá devido ao crescimento rápido do mercado de elétricos em todo o mundo, de acordo com o site Autocar.

Este modelo seria produzido na nova fábrica de US$ 1,31 bilhão da Geely em Wuhan, na China. Entretanto, todas as decisões de engenharia ainda seriam tomadas na fábrica de Hethel, na Inglaterra. Assim, a Lotus terá a liberdade de escolher os melhores componentes dentro do grupo Geely.

Segundo o Autocar, o SUV elétrico deve ser oferecido em duas variantes: um modelo básico com dois motores e 600 cv combinados e uma versão topo de linha com até 750 cv. A autonomia deverá ser de 580 km, com o foco da Lotus sendo de oferecer o SUV mais leve de seu segmento.

O plano da montadora é revelar o modelo em 2022 para lançá-lo no mercado em 2023.