PUBLICIDADE
Topo

Como era o carro de 11 rodas usado pela Michelin para testar pneus

Poids Lourd Rapide da Michelin - Divulgação
Poids Lourd Rapide da Michelin Imagem: Divulgação

Do UOL

Em São Paulo (SP)

04/11/2020 14h46

Chamado de Poids Lourd Rapide (algo como "caminhão rápido" em tradição livre), este Citroën PLR foi construído por uma equipe de engenheiros da Michelin em 1972 para testar compostos da empresa. Com cinco rodas de cada lado, o modelo era usado para testar não os dez pneus de fora, mas apenas um, maior, dentro do veículo.

Chamado também de Mille Pattes (centopeia), ele foi feito em cima da plataforma de um Citroën DS. A carroceria foi aprimorada, e acabou ficando com uma distância entre eixos de cerca de sete metros.

Os quatro pneus dianteiros eram para direção, com os seis traseiros usados como força motriz. Tudo isso gerava um peso de 9.525 kg, e para mover o veículo eram usados dois motores V8 5.7 Litros do Corvette C3, com cerca de 350 cv de potência. Cinco radiadores eram utilizados para resfriar o motor e a carroceria. Ele era capaz de chegar a 180 km/h.

michelin - Reprodução - Reprodução
Imagem: Reprodução

Já a 11ª roda do veículo tinha a finalidade de servir como teste para a Michelin. Mas por que colocá-la dentro do veículo? A fabricante não queria se preocupar com a possibilidade de uma explosão fazer o veículo poder perder o controle durante um teste. Dentro do PLR, o pneu era cercado de um grande para-lama para evitar que borracha voasse para dentro do veículo. Um dos motores era utilizado apenas para esta 11ª roda.

A Michelin não revela quanto tempo o PLR permaneceu em serviço, nem quanto custou. Entretanto, o modelo foi importante para a marca, que às vezes o exibe no L'Aventure Michelin, museu dedicado à empresa na França.