PUBLICIDADE
Topo

Como Eduardo Razuk planeja acelerar no exterior mesmo com CNH suspensa

Eduardo Razuk exibe Permissão Internacional para Dirigir, que ele pretende usar quando sua CNH for suspensa; youtuber tem pelo menos 41 pontos no prontuário - Reprodução
Eduardo Razuk exibe Permissão Internacional para Dirigir, que ele pretende usar quando sua CNH for suspensa; youtuber tem pelo menos 41 pontos no prontuário
Imagem: Reprodução

Alessandro Reis

Do UOL, em São Paulo (SP)

07/10/2020 04h00

O youtuber Eduardo Rezende da Silva, o Eduardo Razuk, do canal Backstage, já tem mais de 20 pontos no prontuário da respectiva CNH (Carteira Nacional de Habilitação) e terá de cumprir seis meses de suspensão do direito de dirigir. Porém, ele já tem um plano para quando chegar a hora de entregar a carta: seguir acelerando e produzindo conteúdo em outros países.

Em vídeo publicado no último dia 3, o youtuber, que responde a inquérito policial por direção perigosa, exibe correspondência que recebeu do Detran-MS (Departamento Estadual de Trânsito do Mato Grosso do Sul): dentro do envelope, está a sua PID (Permissão Internacional para Dirigir), válida até 2023.

"No dia em que eu tiver de entregar minha CNH, não vou mais poder dirigir no Brasil por seis meses. Mas a lei vale para o Brasil e não para fora. Se eu for para Paraguai, Argentina, Europa, Japão, China, onde quer que seja, eu poderei dirigir com isso aqui", afirma, apontando para a PID que acaba de receber.

Porém, a própria permissão internacional traz um texto dizendo que "é válida nos territórios de todas as partes contratantes na condição de que seja apresentada com a CNH válida". Com a habilitação suspensa no Brasil, Razuk não poderia dirigir em outros países.

Razuk recebeu a permissão internacional por ainda estar em posse de sua CNH, já que ainda não foi notificado pelo Detran-MS para entregar o documento. Por conta da pandemia do coronavírus, a Deliberação 185 do Contran (Conselho Nacional de Trânsito) interrompeu em março, por "tempo indeterminado", o prazo para apresentação de recurso de suspensão do direito de dirigir. A medida foi referendada posteriormente pela Resolução 782/20 do mesmo conselho.

Razuk terá de devolver permissão internacional

Eduardo Razuk CNH suspensa PID Permissão Internacional para Dirigir - Reprodução - Reprodução
Eduardo Razuk mostra correspondência do Detran-MS com Permissão Internacional para Dirigir
Imagem: Reprodução

Consultado por UOL Carros, o Detran-MS confirma o que está na PID.

"Em função da pandemia e por conta da Deliberação 185 do Contran, os prazos estão suspensos e o processo do condutor ainda não foi concluído. Por esse motivo, ele não foi impedido de receber sua PID. No entanto, cabe salientar que, para utilizar a permissão, faz-se necessária a apresentação da CNH original".

O órgão de trânsito complementa: "Quando o processo de suspensão for concluído, ele deverá entregar a CNH e a PID".

O departamento de trânsito não informa a pontuação de Razuk. Porém, reportagem de UOL Carros publicada em abril já informava que ele tinha 41 pontos na época. O próprio youtuber confirma essa pontuação em postagem feita no YouTube em 17 de setembro.

Os planos de acelerar fora do Brasil também esbarram no fato de Razuk depender de uma autorização judicial para sair do Brasil. Ele responde a processo no qual é acusado de receptação de um Toyota Corolla contrabandeado do Paraguai - o youtuber, que mora em Campo Grande (MS), chegou a ser preso em abril e foi liberado no mesmo dia após pagar fiança de R$ 20 mil.

"Para mim, não poder dirigir é um martírio, pois é uma das coisas de que mais gosto na vida. Porém, se eu for pego dirigindo [após a suspensão da CNH], eu irei preso. Será algema, cadeia e cela".

'Só tapado leva multa em Campo Grande'

Razuk BMW 118i - Reprodução - Reprodução
Razuk foi acusado por vizinhos de disputar racha e dirigir perigosamente nos arredores; ele nega
Imagem: Reprodução

Conforme o CTB (Código de Trânsito Brasileiro), dirigir com a habilitação suspensa é infração gravíssima, com multa de R$ 293,47 multiplicada por três, totalizando R$ 880,41. Além disso, o infrator recebe sete pontos no prontuário, tem a CNH recolhida e o veículo é retido até a apresentação de um condutor habilitado.

Na gravação publicada em setembro, Eduardo Razuk fala sobre a pontuação que recebeu.

"Aqui em Campo Grande é muito difícil alguém tomar uma multa. Não querendo criticar a polícia e a cidade, mas todo mundo sabe onde os radares ficam. Falando português bem claro, tem de ser muito tapado para levar multa aqui".

De acordo com ele, boa parte das infrações foi cometida por familiares que utilizam seus carros e também durante viagens que ele fez para fora da capital sul-mato-grossense.

"Muitas aconteceram durante uma viagem para São Paulo, lá tem muito radar escondido. É justo, tomei as multas e tenho de pagar por isso".

O youtuber já tem andado como passageiro em seus carros: ele possui uma coleção que conta com Volkswagen Passat e Amarok, Mini Cooper S, Fiat Uno, Toyota Fielder e BMW 118i. Nos próximos dias, ele deve retirar um Ford Mustang zero-quilômetro, já encomendado.

Saiu no 'Fantástico'

Em agosto, a Polícia Civil cumpriu mandado de busca e apreensão na residência dele, em investigação de disputa de rachas, e recolheu a Amarok e o BMW por suspeita de alterações não regulamentadas nas especificações de fábrica.

Na ocasião, policiais também apreenderam celulares, pen drives e computadores em busca de provas de aceleradas ilegais em vias públicas - muitas delas estão registradas no Backstage, canal que tem quase 600 mil inscritos.

Um carro de Luan PetrolHead, outro youtuber da cidade e que também é investigado no caso do Corolla contrabandeado, foi igualmente recolhido.

Eduardo ainda colecionou outras polêmicas nos últimos meses. Em 21 de março, Razuk acelerou a mais de 120 km/h um Volkswagen Jetta GLI preparado com 400 cv de potência nas ruas de Campo Grande à noite, desrespeitando o toque de recolher que então estava valendo na cidade como medida de contenção do coronavírus.

Ele registrou tudo em vídeo publicado no YouTube, que em seguida foi retirado da rede social. Por conta do episódio, ele responde por incitação ao crime, direção perigosa, desobediência ao toque de recolher e descumprimento de medida preventiva sanitária.

Nesse meio tempo, Eduardo foi banido do autódromo de Campo Grande, devido às aceleradas ilegais, e revoltou vizinhos, que o acusaram de participar de rachas - em contato com a reportagem, o youtuber negou todas as acusações.

Seus vídeos renderam uma série de reportagens de UOL Carros e foram abordados por outros veículos de comunicação, a exemplo do "Fantástico" (TV Globo) - que em maio veiculou matéria sobre ele outros youtubers que produzem conteúdo com infrações e crimes de trânsito.