PUBLICIDADE
Topo

Volkswagen ID.4: 1º SUV elétrico da marca é lançado e pode vir ao Brasil

Volkswagen ID.4 2021 - Divulgação
Volkswagen ID.4 2021 Imagem: Divulgação

Do UOL

Em São Paulo (SP)

23/09/2020 17h34

Depois de lançar o hatch ID.3, a Volkswagen ampliou sua família de veículos 100% elétricos ao apresentar hoje a versão de produção do ID.4.

Trata-se do primeiro SUV totalmente movido a baterias da marca alemã, que chega no fim de 2020 a mercados europeus com a expectativa de bombar as vendas da marca no segmento. O novo modelo, inclusive, está cotado para o Brasil, onde suas suspensões elevadas fazem mais sentido do que o ID.3.

Construído sobre a plataforma modular MEB, própria para veículos elétricos, a novidade também será comercializada nos Estados Unidos e traz na versão básica 204 cv de potência e 31,5 kgfm de torque - enviados exclusivamente para as rodas traseiras.

Volkswagen I.D.4 traseira - Divulgação - Divulgação
Imagem: Divulgação

A unidade motriz é alimentada por baterias de 82 kWh instaladas sob o assoalho, que promete autonomia de 402 km com uma carga completa. Há, ainda, uma variante ainda mais potente, com 306 cv e tração nas quatro rodas. O modelo básico europeu vai de 0 a 100 km/h em 8,5 segundos e chega a 160 km/h de máxima.

Usando uma estação de carregamento rápido de 125 kW, o ID.4 pode ir de 5% a 80% de carga em cerca de 40 minutos, de acordo com a fabricante.

Quanto ao porte, o utilitário esportivo elétrico mede 4,58 m de comprimento e 2,77 m de distância entre-eixos, o que sinaliza bom espaço interno. O porta-malas, por sua vez, tem capacidade para 543 litros - contra 385 litros do ID.3.

CEO do grupo Volkswagen nos EUA, Scott Keogh disse que o ID.4 "entrega a sensação de um Golf GTI, o design de um Tiguan e o propósito de um Fusca".

id42 - Divulgação - Divulgação
Imagem: Divulgação

Pro dentro, o ID.4 tem upainel digital de 5,3 polegadas operado com controles sensíveis ao toque no volante e central multimídia de dez polegadas no meio do painel, que, dentre outras funcionalidades, gerencia a navegação GPS, o entretenimento e os sistemas de assistência ao motorista. Controle por gestos e voz natural são itens de série nas duas configurações.

Em termos de assistência semiautônoma à condução, o lançamento conta com monitoramento de pontos cegos, alerta de tráfego cruzado traseiro, controle de velocidade de cruzeiro adaptativo, assistente de manutenção de faixa e frenagem automática de emergência.

Nos Estados Unidos, o carro será oferecido por a partir de US$ 39.995 (cerca de R$ 223 mil na cotação de hoje). A partir de 2022, quando terá produção local, o modelo custará US$ 35 mil (cerca de R$ 195 mil). A montadora aceita reservas do modelo no momento com taxas de US$ 100 (R$ 560), reembolsáveis.