PUBLICIDADE
Topo

Por que Lewis Hamilton não dirige mais sua coleção milionária de carrões

Lewis Hamilton com Mercedes AMG GT - Reprodução
Lewis Hamilton com Mercedes AMG GT Imagem: Reprodução

Do UOL

Em São Paulo (SP)

13/09/2020 04h00Atualizada em 15/09/2020 19h00

Depois de receber críticas nas redes sociais após aparecer com o Mercedes-Benz EQC elétrico pedindo para que as pessoas controlem suas emissões de carbono, o piloto britânico Lewis Hamilton falou sobre atitudes que tem tomado para controlar a sua própria emissão de poluentes na atmosfera.

O hexacampeão mundial disse que não dirige mais nenhum de seus 12 supercarros com motor a combustão.

"É difícil, porque há pessoas que dizem 'ok, mas você corre com um carro de Fórmula 1 todo fim de semana'", falou o britânico de 35 anos antes do GP da Toscana, a ocorrer no circuito italiano de Mugello neste final de semana.

"Parte disso é educação, porque nem todo mundo sabe a emissão que nosso esporte tem atualmente e o que estamos fazendo em termos de tentar melhorar isso. Mas estou fazendo muitas mudanças em minha vida pessoal."

"Eu não dirijo nenhum dos carros que possuo mais. Eu só dirijo meu Mercedes EQC (elétrico)."

Os carros na garagem de Hamilton são McLaren P1, Shelby Cobra 427 1966, Ferrari LaFerrari, Vision Mercedes Maybach 6, Pagani Zonda 760, Mercedes AMG GTR, Ferrari 599 Aperta, Mercedes Maybach S600, Mercedes AMG G63, Mercedes SLS AMG, Ford Shelby Mustang GT500 e o Mercedes AMG Project One

Hamilton, que é vegano, disse que também vendeu seu jato particular.