PUBLICIDADE
Topo

Kinto: empresa da Toyota investe em aluguel de carros e gestão de frotas

Corolla híbrido é exclusividade do Kinto Share, serviço de carsharing da Toyota - Murilo Góes/UOL
Corolla híbrido é exclusividade do Kinto Share, serviço de carsharing da Toyota
Imagem: Murilo Góes/UOL

Vitor Matsubara

Do UOL, em São Paulo (SP)

20/08/2020 04h00

Resumo da notícia

  • Presente em 29 países, Kinto iniciou operações no Brasil em julho
  • Empresa traz serviços de carsharing e gestão de frotas empresariais
  • Kinto Share permite alugar qualquer modelo de Toyota e Lexus

A Toyota é uma das montadoras mais preocupadas com a mobilidade em todos os mercados em que está presente - inclusive no Brasil.

A última novidade no nosso mercado foi a inauguração da Kinto, uma marca global presente em 29 países voltada para a prestação de serviços de mobilidade.

"Nossa visão é que a Toyota está se transformando e atendendo as necessidades do consumidor. A Kinto é parte fundamental de nossa estratégia para passarmos de uma empresa de manufatura de veículos em prestadora de serviços de mobilidade", afirma Roger Armellini, diretor de mobilidade da Toyota.

Retirada em concessionárias

Kinto 1 - Divulgação - Divulgação
Localização do veículo é indicada no aplicativo do Kinto Share
Imagem: Divulgação

A empresa inicia suas atividades no Brasil com dois serviços.

O Kinto Share é um programa de carsharing que permite alugar veículos da Toyota por horas ou dias, enquanto o Kinto One oferece o gerenciamento de frotas para empresas.

O Kinto Share é uma continuação do trabalho da Toyota Mobility Services, empresa de carsharing inaugurada em setembro de 2019. Assim como outros serviços do gênero (como a Turbi), o usuário precisa apenas baixar o aplicativo e fornecer alguns dados para cadastro.

A partir daí, basta colocar o período de locação e um mapa indicará onde estão os veículos e quais modelos estão disponíveis para aluguel.

Os carros podem ser alugados por hora a partir de R$ 18 no caso do Etios X Plus 1.5 com câmbio automático. O valor da diária para o mesmo modelo é de R$ 116.

Os pontos de retirada e devolução ficam em concessionárias Toyota e Lexus, sendo que a Kinto atualmente possui 33 pontos espalhados pelas principais capitais do país e em algumas cidades do interior. Até o fim de agosto mais três estações serão inauguradas, aumentando o número total para 36.

Segundo Roger, cada ponto possui pelo menos três veículos da Kinto Share: um Etios, um Yaris e um Corolla.

Corolla híbrido: exclusividade da Kinto

Corolla Híbrido - Murilo Góes/UOL - Murilo Góes/UOL
Corolla híbrido só pode ser encontrado no serviço da Kinto
Imagem: Murilo Góes/UOL

Toda revenda possui um funcionário treinado para prestar o atendimento aos clientes da Kinto Share, podendo, inclusive, explicar o funcionamento dos carros híbridos.

Em tempos de Covid-19, as revendas realizam uma lavagem completa e a higienização de 44 pontos de contato antes de cada retirada.

Atualmente, a Toyota estima que existam 130 veículos em operação. O número, porém, pode variar porque a concessionária também pode disponibilizar veículos de sua frota de test-drive. Assim, é possível também alugar veículos da Lexus, como o utilitário esportivo UX.

O Kinto One é voltado para clientes corporativos e está em fase de prospecção. A montadora diz que várias empresas já demonstraram interesse. Roger estima que 2 mil veículos já estão em processo de cotação em pouco mais de um mês de inauguração do serviço.

Para se diferenciar das locadoras e empresas de carsharing, a Kinto oferece toda a linha de modelos das marcas Toyota e Lexus.

A empresa é a única do setor a contar com Corollas Altis híbridos em sua frota, uma vez que a Toyota não realiza vendas diretas para locadoras deste modelo.

Feito sob medida

Hilux - Murilo Góes/UOL - Murilo Góes/UOL
Até picape Hilux pode ser utilizada nas frotas empresariais
Imagem: Murilo Góes/UOL

No Kinto One, qualquer veículo da marca pode ser incorporado às frotas empresariais, inclusive com personalizações de acordo com a necessidade do cliente.

Segundo Roger, algumas mineradoras já estão realizando cotações para usar picapes Hilux preparadas para este tipo de serviço.

Outra vantagem é que não há um número mínimo de veículos para contratar o Kinto One. Algumas empresas podem solicitar apenas um ou dois automóveis para uso da diretoria, assim como outras podem usar uma frota de Etios ou Yaris para realizar serviços mais corriqueiros.

E se depender da Toyota, a Kinto não vai demorar a expandir suas operações no Brasil. A intenção da empresa é oferecer os mesmos serviços presentes em outros mercados, onde há até serviços de assinatura de veículos e transporte pessoal nos moldes da Uber.