PUBLICIDADE
Topo

Bugatti mais barato custa R$ 350 mil, mas é um carro de brinquedo

Bugatti Baby II - Divulgação
Bugatti Baby II Imagem: Divulgação

Do UOL

Em São Paulo (SP)

24/07/2020 15h57

O modelo mais barato da Bugatti teve sua produção anunciada. No entanto, não vá achando que é um hipercarro como o Chiron. É o Baby II, um carro que a fabricante classifica como brinquedo, feito em uma parceria com a The Little Car Company.

Ele se inspira no Type 35, o Baby original, responsável por várias vitórias em corridas automobilísticas famosas entre 1925 e 1931 - ainda antes da criação da Fórmula 1. O modelo foi vendido ao público entre 1927 e 1936. O novo carro é feito em escala, tendo apenas 75% do tamanho do carro da época.

Feito para pessoas a partir de 14 anos, o Baby II está disponível em três configurações diferentes. O modelo básico tem uma bateria de lítio-íon de 1,4 kWh que alimenta um motor elétrico traseiro. No modo Iniciante, o motor produz 1,36 cv e permite que o carro atinja uma velocidade máxima de 20 km/h. No modo Expert o motor gera 5,44 cv e permite que o modelo atinja 45 km/h. O Baby II ainda tem um diferencial de escorregamento limitado e um sistema de freio hidráulico de alto desempenho.

A variante Vitesse tem corpo de fibra de carbono, bateria de 2,8 kWh e um trem de força atualizado. Em alto desempenho, esta versão permite ao motor produzir 13,60 cv, com o veículo indo de 0 a 60 km/h em aproximadamente seis segundos e atingindo uma velocidade máxima de 70 km/h.

O Pur Sang é o topo de linha, destinado a colecionadores. Ele possui o mesmo trem de força que o Vitesse, mas uma carroceria de alumínio feita à mão que leva mais de 200 horas para ser finalizada.

Graças a um sistema de frenagem regenerativa, o modelo básico tem um alcance de 25 km. A bateria maior no Vitesse e Pur Sang aumenta isso para pouco mais de 50 km.

A produção será limitada a 500 unidades e os preços das três variantes são 30 mil euros (cerca de R$ 181 mil na cotação atual), 43.500 euros (R$ 263 mil) e 58,800 euros (R$ 356 mil), respectivamente.