PUBLICIDADE
Topo

Por que carro de "Os Gatões" virou motivo de discussões raciais nos EUA

Carro de "Os Gatões" em museu - Divulgação
Carro de "Os Gatões" em museu Imagem: Divulgação

Do UOL

Em São Paulo (SP)

07/07/2020 10h46

Batizado de General Lee, o Dodge Charger do seriado dos anos 1980 "Os Gatões" (Dukes of Hazzard, em inglês) entrou em pauta nas discussões raciais que ocorrem nos Estados Unidos.

O motivo é o desenho da bandeira confederada, que era utilizada pelos estados do sul dos EUA, partidários da escravidão, durante a Guerra Civil americana, entre 1861 e 1865.

Após a derrota do sul, os estados derrotados passaram a adotar a bandeira como uma representação de orgulho pelos soldados que estiveram na guerra. O símbolo, porém, também é associado ao racismo.

Com o atual movimento "Vidas Negras Importam" (Black Lives Matter), o uso da bandeira confederada voltou a ser questionado. O que incluiu o carro usado no seriado 'Os Gatões', com discussões sobre sua possível retirada do museu Volo Auto Museum, em Crystal Lake (Illinois), onde está exibido.

Porém, o diretor do museu, Brian Grams, disse ao Northwest Herald que o debate atual não resultará na remoção do carro do local.

"Sentimos que o carro faz parte da história e as pessoas adoram", disse ele. "Temos pessoas de todas as raças e nacionalidades que se lembram do programa de TV e não se ofendem com isso. É um pedaço da história e está em um museu".

Embora monumentos e outros símbolos confederados tenham sido retirados de outros lugares, ele disse que seu museu não recebeu nenhuma reclamação formal sobre o carro, que pertence ao local desde 2005.

"Várias pessoas entraram em contato com comentários positivos sobre nós o deixarmos (o carro) em exibição", disse Grams. "Eles nos elogiaram por deixar o carro lá e por não termos uma reação brusca de removê-lo, como houve em muitos lugares".