PUBLICIDADE
Topo

Chevrolet Tracker será primeiro carro vendido pela marca na internet

Vitor Matsubara

Do UOL, em São Paulo (SP)

12/05/2020 10h20

Resumo da notícia

  • Chevrolet faz parceria com Mercado Livre para abrir loja virtual
  • Tracker será 1º modelo; marca pretende oferecer linha completa para venda
  • Marca promete experiências interativas para clientes conhecerem produtos online

A General Motors anunciou hoje (12) uma parceria comercial com o Mercado Livre para vender carros.

A loja online da Chevrolet vai entrar no ar no começo da segunda quinzena de maio e o Tracker foi o modelo escolhido para "inaugurar" o novo modelo de negócios. Futuramente a empresa pretende oferecer toda a linha de produtos para venda online.

"Nós já estávamos conversando sobre a ideia, mas decidimos acelerar esse projeto por conta da pandemia, até porque a gente já trabalhava com o Mercado Livre oferecendo peças de reposição. Agora vamos ter uma loja da Chevrolet e os vendedores serão os concessionários", afirma Hermann Mahnke, diretor executivo de marketing da GM América do Sul.

Chevrolet Tracker - Murilo Góes/UOL - Murilo Góes/UOL
Tracker será primeiro modelo vendido pela GM no Mercado Livre
Imagem: Murilo Góes/UOL

As revendas serão indicadas ao cliente de acordo com sua localização. Feita a escolha, o usuário paga um valor de reserva no valor de R$ 1 mil por meio do Mercado Pago.

A partir daí, a compra é finalizada juntamente com a concessionária, podendo incluir um veículo seminovo na troca e acertando os termos para realização de financiamento.

"Estar onde o consumidor está"

Mesmo sendo administrada pelo Mercado Livre, a página da Chevrolet (que é a primeira de uma montadora dentro da plataforma de comércio virtual) seguirá a identidade visual do site da fabricante.

A fabricante promete oferecer experiências virtuais ao consumidor, permitindo que ele conheça o produto por meio de conteúdos interativos.

"Nosso negócio é vender carro, e se uma plataforma é relevante a gente precisa estar lá. Precisamos usar as ferramentas que o consumidor quer e estar onde ele está", afirma Hermann.