PUBLICIDADE
Topo

Como a GM transformou o Onix em Tracker? Veja pontos em comum e diferenças

 Novo Chevrolet Tracker foi desenvolvido em conjunto com a segunda geração do Onix e com o Onix Plus; trio tem mesma base estrutural e compartilha diversos itens - Marcos Camargo/UOL
Novo Chevrolet Tracker foi desenvolvido em conjunto com a segunda geração do Onix e com o Onix Plus; trio tem mesma base estrutural e compartilha diversos itens
Imagem: Marcos Camargo/UOL

Alessandro Reis

Do UOL, em São Paulo (SP)

26/03/2020 15h42

O novo Chevrolet Tracker pode, sim, ser considerado a versão SUV do Onix e do Onix Plus: afinal, é construído sobre a mesma plataforma global da General Motors para veículos compactos. Além disso, tanto o hatch quanto o sedã compactos compartilham com o SUV o motor 1.0 turbo flex de 116 cv e até 16,8 kgfm de torque.

Transmissões manual e automática também são iguais bem como itens de acabamento interno, elementos de design e uma série de outros componentes.

Quem já dirigiu ou entrou na cabine da novidade e já conhece Onix e Plus, por exemplo, vai se sentir familiarizado, tamanha a similaridade entre os três modelos na parte interna.

Por outro lado, o utilitário esportivo ganhou alguns itens indisponíveis na dupla de compactos para se posicionar em um degrau acima e justificar o preço mais alto: o SUV da Chevrolet tem preços sugeridos entre R$ 82 mil e R$ 112 mil, enquanto o Onix parte de R$ 50.990 e chega a R$ 72.590, sem contar os opcionais.

Por sua vez, o Onix Plus começa em R$ 56.990 e alcança os R$ 76.050, igualmente sem considerar equipamentos extras, cobrados à parte - o novo Tracker foi lançado sem itens opcionais.

Confira abaixo o que a família Onix e o Tracker têm em comum e quais itens são exclusivos do novo SUV compacto da Chevrolet.

Motor 1.0 turbo é o mesmo

O novo Tracker é vendido sempre com motor turbo flex de três cilindros, seja o 1.0 já utilizado nas versões mais caras de Onix e Onix Plus, seja o inédito 1.2, também bicombustível e sobrealimentado por turbo, capaz de render até 133 cv e 21,4 kgfm.

A diferença é que o hatch e o sedã não têm o motor mais potente à disposição e ainda oferecem a versão aspirada do propulsor de um litro, que entrega 82 cv e 10,6 kgfm com etanol.

O mesmo vale para as transmissões automática e manual de seis marchas. Vale destacar que o SUV tem calibração específica do trem de força, embora as especificações de torque e potência do motor 1.0 turbo sejam as mesmas nos três veículos.

Trio tem 6 airbags, controle de estabilidade e freio a tambor

Independentemente da versão, tanto Onix, Onix e Onix Plus oferecem de série seis bolsas infláveis, além de trazerem controles de estabilidade e tração em todas as configurações - os dois últimos itens, aliás, são obrigatórios em todos os novos veículos lançados a partir deste ano.

Os três também são vendidos sempre com freios traseiros a tambor.

Modelos vêm com 4G, OnStar, Wi-Fi e recarga sem fio

Chevrolet Tracker Premier 2021 recarga sem fio - Marcos Camargo/UOL - Marcos Camargo/UOL
Bancos do Tracker são diferentes e trazem apoio para as costas maior e melhor na comparação com Onix e Onix Plus
Imagem: Marcos Camargo/UOL

Exceto pela configuração para clientes PCD (pessoas com deficiência), todas as versões do novo Tracker saem de fábrica com internet 4G dedicada, que exige o pagamento de um plano de dados à parte, mais roteador Wi-Fi para até sete dispositivos simultâneos e sistema de rastreamento e atendimento remoto OnStar.

No caso do hatch e do sedã compactos, esses itens passam a ser oferecidos a partir da configuração LT Turbo, que sai por R$ 60.290 para o Onix e por R$ 64.190 para o Onix Plus.

Hatch, sedã e SUV têm estacionamento semiautônomo

O Tracker Premier, topo de linha, traz de fábrica o sistema de assistência ao estacionamento, que utiliza sensores laterais, dianteiros e traseiros para encontrar sozinho uma vaga transversal ou perpendicular e, após encontrá-la, manobra o carro para você - só precisa pisar no acelerador e no freio.

Onix e Onix Plus podem contar com esse equipamento, porém em pacote opcional para a configuração Premier, que custa R$ 3.040 e também agrega bancos e revestimentos internos de couro sintético "premium", sensor de ponto cego e ar-condicionado automático e digital de uma zona.

Todos esses itens vêm de série no Tracker mais caro.

O trio também oferece, dependendo da versão, sistema de recarga de celulares em fio, para aparelhos compatíveis.

Acabamento interno quase idêntico

Chevrolet Tracker Premier 2021 cabine acabamento - Marcos Camargo/UOL - Marcos Camargo/UOL
Tracker Premier traz superfície macia de vinil no painel e nas portas, mas acabamento geral é o mesmo do Onix
Imagem: Marcos Camargo/UOL

No lançamento do Tracker, a GM enfatizou que o SUV tem cabine mais caprichada do que a de concorrentes - trazendo, na versão Premier, painel com seção central de vinil azul-escuro macio ao toque com costuras aparentes - o material também está presente em boa parte do revestimento das portas dianteiras.

No entanto, o interior da novidade é basicamente o mesmo do observado no Onix e no Onix Plus, trazendo profusão de plásticos duros - como nas portas traseiras.

O painel de instrumentos é quase igual, exceto pela tela do computador de bordo, que é colorida em todas as configurações do utilitário esportivo. O volante também é idêntico nos três veículos, que nas configurações mais equipadas vêm com duas portas USB no banco traseiro, mas não oferecem saída do ar-condicionado para quem vai atrás em nenhuma versão.

Trio dispensa aletas no volante e retrovisor rebatível

Outra coisa em comum aos três carros é a falta de aletas para troca manual de marchas no volante das versões automáticas - a operação é feita por meio de um pouco conveniente botão no pomo da alavanca de câmbio.

Nenhum do trio oferece rebatimento elétrico dos retrovisores externos, nem nas versões mais equipadas.

Tracker tem multimídia maior e tela colorida

Chevrolet Tracker Premier 2021 painel - Marcos Camargo/UOL - Marcos Camargo/UOL
Painel de instrumentos do SUV é quase idêntico, mas se diferencia por trazer computador de bordo colorido
Imagem: Marcos Camargo/UOL

A interface de operação e a rapidez nas respostas ao toque são idênticos na central multimídia MyLink disponibilizada para Onix, Onix Plus e Tracker.

Porém, somente o SUV traz tela tátil de oito polegadas, contra sete nas versões do hatch e do sedã que trazem o equipamento - de série em toda a gama do novo Tracker.

Além disso, só ele conta com inclinação de sete graus da tela multimídia, na direção do motorista.

Como citado acima, só o utilitário esportivo vem de fábrica em todas as configurações com tela colorida de 3,5 polegadas no painel de instrumentos, que traz as informações do computador de bordo.

No Onix e no Onix Plus, a tela tem o mesmo tamanho, mas é monocromática.

SUV tem faróis e lanternas full-LED exclusivos

Chevrolet Tracker Premier 2021 faróis LEDs - Marcos Camargo/UOL - Marcos Camargo/UOL
Tracker Premier vem com faróis full-LED, tecnologia também presente nos piscas, instalados no para-choque
Imagem: Marcos Camargo/UOL

Enquanto a versão Premier do hatch e do sedã traz luzes dianteiras de condução diurna e lanternas traseiras de LEDs, apenas o Tracker conta, na mesma configuração, com faróis full-LED e luz lateral que acende conforme você movimenta o volante - além de luzes traseiras totalmente iluminadas com essa tecnologia.

No utilitário esportivo, as luzes diurnas de LEDs são integradas aos faróis, enquanto os piscas dianteiros, também de LEDs, ficam posicionados nas extremidades inferiores do para-choque.

Os três contam com regulagem de altura dos faróis em toda a gama.

Tracker tem bancos mais confortáveis

Os bancos do novo Tracker são diferentes dos oferecidos no Onix e no Onix Plus: trazem maior apoio para as costas e aparentemente sua espuma é mais rígida, ampliando o conforto na comparação com o hatch e o sedã.

Na versão Premier, os bancos combinam acabamento com material sintético preto e azul, imitando couro, mais uma faixa de tecido na parte central que lembra a utilizada nas versões mais completas do Honda Civic.

Apenas o Tracker tem à disposição, na configuração topo de linha, encosto de braço no banco de trás com dois porta-copos.

Hatch e sedã contam com apoio de braço apenas no console central, em peça plástica. O SUV tem esse apoio também, porém revestido de material sintético simulando couro com costuras aparentes.

Só o SUV tem frenagem automática

Chevrolet Tracker Premier 2021 frenagem automática - Marcos Camargo/UOL - Marcos Camargo/UOL
Tracker tem câmera no para-brisa que detecta a aproximação de veículos à frente e aciona freios para evitar batida
Imagem: Marcos Camargo/UOL

Outro item exclusivo do Tracker na comparação com os "irmãos menores" é o sistema de frenagem automática de emergência, que freia o carro sozinho ao "perceber" a iminência de uma colisão no carro logo à frente, a velocidades de até 80 km/h.

O sistema, que utiliza uma câmera no para-brisa, instalada atrás do retrovisor interno, também alerta com luzes e som quando há risco de uma batida. Essas tecnologias não são disponibilizadas para Onix e Onix Plus.

Além disso, apenas o novo Tracker oferece sistema "anti-fading" dos freios, para prevenir aquecimento excessivo e falta de eficiência, vetorização de torque, que freia a roda interna para manter o carro na trajetória em curvas, e um recurso para maior eficiência da frenagem em linha reta. Itens para amenizar a ausência de freios a disco no eixo de trás.

Teto solar panorâmico exclusivo

Chevrolet Tracker Premier 2021 teto solar panorâmico - Marcos Camargo/UOL - Marcos Camargo/UOL
Teto solar panorâmico com acionamento elétrico é outro equipamento disponível apenas para o novo SUV compacto
Imagem: Marcos Camargo/UOL

Onix e Onix Plus não dispõem de teto solar panorâmico, que vem de série na versão Premier do Tracker.

No utilitario esportivo, esse teto solar tem acionamento elétrico, bem como a cortina de cobertura.

SUV tem porta-malas menor do que Onix Plus

Por fim, o Tracker é 14 cm mais alto do que o Onix e 3 cm mais largo do que o hatch e o Onix Plus.

Medindo 4,27 m de comprimento, no entanto, o SUV é 20 cm mais curto na comparação com o sedã do qual deriva. O porta-malas de 393 litros do utilitário esportivo também perde para os 469 litros do Onix Plus.

Com 2,57 m de distância entre-eixos, é apenas 2 cm maior do que o Onix e perde novamente para o sedã, que mede 2,60 m nessa dimensão.

Viu um carro camuflado ou em fase de testes? Mande para o nosso Instagram e veja sua foto ou vídeo publicados por UOL Carros! Você também pode ler mais sobre o mundo automotivo e conversar com a gente a respeito participando do nosso grupo no Facebook! Um lugar para discussão, informação e troca de experiências entre os amantes de carros.