PUBLICIDADE
Topo

Pets a bordo: quais os cuidados para levar animais de estimação no carro

Thiago Lasco

Colaboração para o UOL, em São Paulo

22/02/2020 04h00

Só quem tem um bicho de estimação entende o amor que os pets despertam em seus donos. Eles são parte da família - hoje já não soa estranho ver alguém se referindo a seus cães ou gatos como "meus filhos" - e não ficam de fora dos passeios de carro. Mas é preciso ter alguns cuidados para levá-los com segurança.

O erro mais comum é levar os mascotes soltos dentro do carro, no colo, ou deixar que coloquem o focinho para fora da janela. Isso pode trazer diversas consequências ruins. Eles podem reagir a estímulos do entorno de forma imprevisível: se empolgando, se assustando e até saltando fora do carro. Sem falar no risco de se machucarem em uma freada brusca, caso sejam arremessados.

"Cachorros têm de ser levados com a cinta adequada", afirma a veterinária Vivian Régis. "E gatos devem viajar na caixa de transporte. Os felinos adoram se meter em cantinhos e buracos e podem atrapalhar o motorista."

Há também o risco de multa para o motorista. A infração será leve (multa de R$ 88,38) se o animal estiver solto dentro da cabine, média (multa de R$ 130,16) se ele for levado entre os braços e pernas do motorista ou à esquerda dele, e grave (multa de R$ 195,23) se ele for levado nas partes externas do veículo, como na caçamba de uma picape.

A cena de um cão viajando com o focinho para fora do carro é fofa e traz uma sensação de liberdade, mas pode comprometer seriamente a saúde do animal. "O vento e as partículas de areia contra os olhos podem causar o ressecamento das córneas e outras lesões importantes, como úlceras", adverte a veterinária. "O tratamento será longo e doloroso para o bichinho."

Em viagens, dieta leve e pausas pelo caminho

Getty Images/iStockphoto
Imagem: Getty Images/iStockphoto

Viagens e deslocamentos mais longos são sempre desafiadores para os pets. Ficar confinado por horas dentro do carro é desgastante para eles. "Alguns sofrem de cinetose, um enjoo causado pelo movimento do carro, e podem até vomitar", conta Vivian. "Os gatos não conseguem fazer suas necessidades dentro da caixa e sofrem até chegar ao destino. Alguns miam bastante."

O melhor jeito de minimizar o estresse é ir com calma: leve seus mascotes para passeios mais curtos primeiro, para eles irem se habituando aos poucos.

"Não espere a viagem para colocar o gato na caixa pela primeira vez", aconselha a especialista. No caso dos cães, oferecer um agrado, como um biscoito, é um estímulo positivo que pode ajudá-lo a encarar a experiência.

Vale a pena pegar leve na dieta dos bichos, pois, com o estômago cheio, o risco de enjoos é maior. Caso seu pet tenha propensão a esse tipo de mal-estar, há alguns medicamentos que podem ajudar. "O veterinário saberá dizer qual entre os vários tipos disponíveis é mais adequado para aquele animal", diz Vivian.

Dar remédios por conta própria ao pet, aliás, é uma prática muito perigosa, especialmente no caso dos sedativos para induzir o sono. "Essas substâncias provocam outros efeitos, como baixar a frequência cardiorrespiratória. Se o animal já tiver alguma dificuldade respiratória, poderá ter problemas sérios", alerta a veterinária.

Faça uma pausa a cada três horas. Isso aliviará o desgaste dos bichos, que poderão tomar água e fazer suas necessidades fora do carro. Se eles estiverem dormindo, porém, a parada poderá ser postergada.

O último lembrete é uma providência desconhecida por muitos donos: o atestado sanitário. É uma espécie de atestado de saúde que declara que o animal está apto para viajar. "O documento é obrigatório nas viagens de avião e ônibus, mas também pode ser exigido nos trajetos rodoviários, em caso de fiscalização", avisa Vivian. "Um novo atestado deve ser obtido a cada viagem e tem validade de 10 dias."

Viu um carro camuflado ou em fase de testes? Mande para o nosso Instagram e veja sua foto ou vídeo publicados por UOL Carros! Você também pode ler mais sobre o mundo automotivo e conversar com a gente a respeito participando do nosso grupo no Facebook! Um lugar para discussão, informação e troca de experiências entre os amantes de carros.

Meu carro