PUBLICIDADE
Topo

Na Garagem


VW Zé do Caixão: nome do cineasta deu apelido a sedã que "micou" no Brasil

VW Zé do Caixão só fez sucesso entre taxistas - Divulgação
VW Zé do Caixão só fez sucesso entre taxistas
Imagem: Divulgação

Do UOL, em São Paulo (SP)

20/02/2020 09h41

José Mojica Marins, mais conhecido como "Zé do Caixão", morreu ontem (19) aos 83 anos. Conhecido cineasta de filmes de terror, ele virou até nome de carro. Ou melhor, apelido.

O Volkswagen 1.600 foi mostrado pela primeira vez no Salão do Automóvel de 1968, sete anos após sua estreia na Alemanha. Frente ao modelo alemão, o "nosso" sedã se diferenciava pela carroceria de quatro portas, que não era popular no mercado brasileiro.

Foi justamente por isso é que o modelo fez sucesso majoritariamente entre os taxistas por conta da maior praticidade para entrar e sair do banco de trás.

Só que o carro não caiu no gosto dos consumidores e ganhou até apelido: Zé do Caixão, mesmo nome de um personagem icônico criado por Mojica em "À Meia Noite Levarei Sua Alma", filme de 1964.

Porém, a alcunha "pegou" por conta de outro longa-metragem dirigido pelo cineasta, "O Estranho Mundo de Zé do Caixão", lançado no mesmo ano da apresentação do novo Volkswagen. Curiosamente, o badalado personagem sequer aparecia no filme...

Bonito?

Talvez já prevendo reações contrárias relacionadas ao design, a VW fez questão de chamá-lo de um carro bonito "que não era apenas bonito". Bom, gostos à parte, fato é que o 1.600 foi o único modelo da marca na época equipado com faróis retangulares - os faróis do carro alemão eram redondos.

A motorização era a conhecida 1.6 refrigerada a ar instalada na traseira do veículo, entregando 50 cv e torque máximo de 11 kgfm. Assim como em outros modelos da linha, o 1.600 trazia dois porta-malas, embora o compartimento dianteiro fosse pequeno demais.

Em 1970, a VW trouxe faróis retangulares com dois pares redondos, mas nem isso fez as vendas do carro subirem. O "Zé do Caixão" saiu de linha no ano seguinte depois de 24.475 unidades produzidas. Se por um lado não deixou muitas saudades, por outro o sedã virou um modelo valorizado e cobiçado no mercado de veículos antigos. Um reconhecimento tardio de suas virtudes.

Viu um carro camuflado ou em fase de testes? Mande para o nosso Instagram e veja sua foto ou vídeo publicados por UOL Carros! Você também pode ler mais sobre o mundo automotivo e conversar com a gente a respeito participando do nosso grupo no Facebook! Um lugar para discussão, informação e troca de experiências entre os amantes de carros.

Na Garagem