PUBLICIDADE
Topo

Mobilidade


Táxi voador Cora fará testes com passageiros na Nova Zelândia

Cora, táxi voador da Wisk - Divulgação
Cora, táxi voador da Wisk Imagem: Divulgação

Do UOL

Em São Paulo (SP)

07/02/2020 12h56

Empreendimento conjunto da Boeing com a fabricante de aeronaves Kitty Hawk, a Wisk está pronta para fazer seu táxi voador começar seus testes práticos. A aeronave 100% elétrica chamada de Cora irá iniciar seus trabalhos na região de Canterbury, na ilha sul da Nova Zelândia.

Para a realização dos testes, a Wisk anunciou na última terça a assinatura de um acordo com o governo local. Entretanto, a empresa ainda precisa receber a certificação da entidade que regula a aviação civil neozelandesa.

O veículo já é testado desde 2017 e foi revelado ao público em 2018. Apenas no ano passado a Wisk foi formada oficialmente. O táxi voador comporta dois passageiros, funcionará com piloto automático e ainda terá um copiloto que irá monitorar o voo remotamente.

A aeronave é capaz de levantar voo e pousar na vertical. Para isso, ela tem 12 rotores, voa a até 1.500 pés (aproximadamente 457 metros) de altura e pode chegar a uma velocidade de até 160 km/h. Ágil, Cora ainda pode desviar de objetos medindo seis metros de comprimento e dez metros de largura.

A Kitty Hawk tem como um de seus principais investidores o cofundador do Google, Larry Page. Segundo a empresa, a Nova Zelândia foi escolhida para o teste do táxi voador por ser "inovadora".

A empresa ainda não informou como os usuários poderão solicitar o serviço, mas provavelmente isso será feito por um aplicativo de celular.

Viu um carro camuflado ou em fase de testes? Mande para o nosso Instagram e veja sua foto ou vídeo publicados por UOL Carros! Você também pode ler mais sobre o mundo automotivo e conversar com a gente a respeito participando do nosso grupo no Facebook! Um lugar para discussão, informação e troca de experiências entre os amantes de carros.

Mobilidade