PUBLICIDADE
Topo

Volkswagen T-Cross: quanto custa instalar os itens retirados da versão PCD

Versão Sense do SUV da VW mantém o motor 1.0 turbo flex de 128 cv, o câmbio automático e muitos itens da configuração 200 TSI automática - Divulgação
Versão Sense do SUV da VW mantém o motor 1.0 turbo flex de 128 cv, o câmbio automático e muitos itens da configuração 200 TSI automática
Imagem: Divulgação

Alessandro Reis

Do UOL, em São Paulo (SP)

01/02/2020 04h00

Anunciado em novembro do ano passado, o Volkswagen T-Cross Sense, versão voltada ao público PCD (pessoas com deficiência), começou a ser entregue em janeiro.

Segundo concessionárias consultadas por UOL Carros, a novidade está com fila de espera de aproximadamente 60 dias, caso a reserva seja feita agora. Além disso, desde 1º de janeiro deixou de valer a oferta das três primeiras revisões grátis.

Estratégica para a Volkswagen alavancar as vendas do SUV compacto, a configuração Sense tem preço sugerido de R$ 69.990 e é R$ 24,5 mil mais em conta do que a versão 200 TSI com transmissão automática, com a qual compartilha o motor 1.0 turbo flex de 128 cv e o câmbio de seis marchas.

Para ficar tão mais barata e se habilitar à isenção total de ICMS e IPI, que permite a compra por R$ 57.629, perdeu cinco itens de série.

Apesar da diferença enorme no preço, é possível instalar quase todos esses equipamentos como acessórios na rede autorizada, gastando aproximadamente R$ 5 mil.

Na comparação com o T-Cross 200 TSI automático, a opção Sense perdeu controle de velocidade de cruzeiro, também conhecido como "piloto automático"; suporte para celular com porta USB; sensores de estacionamento traseiros; descansa-braço central com porta-objetos mais saídas do ar-condicionado e duas tomadas USB para o banco traseiro; e tampão do porta-malas.

Exceto pelo suporte de celular com USB, os demais itens estão disponíveis, com uma ressalva, como acessórios homologados pela Volkswagen na rede autorizada. Instalar o referido suporte exigiria a troca de todo o painel, pois a parte onde ele é encaixado vem fechada na configuração Sense.

Preço varia conforme concessionária

Na foto, a cabine do T-Cross 200 TSI automático; versão Sense perde suporte para celular, apoio de braço e outros itens - Divulgação
Na foto, a cabine do T-Cross 200 TSI automático; versão Sense perde suporte para celular, apoio de braço e outros itens
Imagem: Divulgação

A ressalva é relativa ao descansa-braço original de fábrica, que agrega a conveniência das saídas de ar e das portas USB. Ele não está disponível como acessório, mas a VW oferece um apoio de braço simples, encaixado no encosto do banco, com preço variando de R$ 490 a R$ 850 - conforme nossa pesquisa. O componente traz um compartimento para colocar pequenos objetos.

Das três lojas consultadas, apenas uma oferece o "piloto automático", com preço sugerido de R$ 2.790.

Por sua vez, o valor mais em conta que encontramos para os sensores traseiros de estacionamento foi de R$ 690 - em outras lojas autorizadas, o mesmo item saía por R$ 750 e R$ 850, respectivamente.

Por fim, o tampão do porta-malas sai por algo entre R$ 720 e R$ 950.

Todos os valores informados podem variar conforme a concessionária e incluem a instalação. Vale destacar que esses preços, sugeridos pela VW, terão um reajuste em fevereiro, conforme apuramos. Os acessórios homologados pela montadora, em geral, contam com garantia de um ano.

Viu um carro camuflado ou em fase de testes? Mande para o nosso Instagram e veja sua foto ou vídeo publicados por UOL Carros! Você também pode ler mais sobre o mundo automotivo e conversar com a gente a respeito participando do nosso grupo no Facebook! Um lugar para discussão, informação e troca de experiências entre os amantes de carros.

Meu carro