PUBLICIDADE
Topo

Carro guinchado: multa, diárias e o que é necessário para recuperar veículo

Somente o serviço de guincho cobra taxa de mais de R$ 600 para automóveis de passeio na capital paulista - Robson Ventura/Folhapress
Somente o serviço de guincho cobra taxa de mais de R$ 600 para automóveis de passeio na capital paulista Imagem: Robson Ventura/Folhapress

Alessandro Reis

Do UOL, em São Paulo (SP)

20/12/2019 04h00

Resumo da notícia

  • Remoção de veículo por estacionamento irregular rende muitos transtornos
  • Para liberar o carro guinchado, é preciso regularizar todas as pendências
  • Somente o guincho custa quase R$ 700 para automóveis de passeio na capital paulista
  • Se o carro for alugado, CET exige procuração com firma reconhecida e contrato social
  • Quanto mais tempo a liberação demorar, mais diárias são cobradas

Seja por distração, pressa ou desleixo, você deixa o automóvel estacionado em local proibido. Ao retornar, acontece a surpresa desagradável: o carro desapareceu e, no lugar dele, está um cavalete informando que o veículo foi guinchado.

A partir daí, uma infração de trânsito por estacionamento irregular pode virar enorme dor de cabeça. Para recuperar o veículo, não basta apenas pagar multa e taxas, bem como acertar eventuais pendências do automóvel: é necessário enfrentar burocracia, que pode ser maior ou menor, dependendo da situação.

Se o carro for alugado, como é comum entre motoristas de aplicativo, por exemplo, não dá para simplesmente quitar os débitos, apresentar os documentos exigidos no guichê, retirar o automóvel do pátio e sair rodando novamente.

Na cidade de São Paulo, que serve de base para esta reportagem, se você não for o proprietário do veículo guinchado, precisa ser seu representante legal e apresentar no local indicado pela CET (Companhia de Engenharia de Tráfego) procuração original com assinatura reconhecida em cartório.

No caso de carro de locadora, cujo dono é uma empresa, além disso é exigida cópia autenticada do seu contrato social.

Também tem a questão do horário quando você descobre que o veículo foi guinchado. Se for em uma sexta-feira após as 17h, a liberação poderá ser realizada apenas na segunda-feira seguinte.

Isso porque esse é o horário de fechamento das três unidades do DAT (Departamento de Atendimento de Multas de Trânsito) disponíveis na capital paulista, nas quais é preciso encaminhar a liberação.

Tem ainda o local onde o carro foi recolhido, que pode ficar em endereço distante do local de residência. Vale lembrar que, quanto mais tempo você levar para recuperá-lo, maior será o prejuízo financeiro; a Prefeitura de São Paulo, por meio da CET, cobra diária durante a permanência no pátio. A prática é a mesma em outras cidades.

UOL Carros consultou a CET para saber quantos veículos foram guinchados por estacionamento irregular na cidade em 2019, bem como o total arrecadado com multas e taxas e a destinação dada a esse dinheiro. No entanto, até a agora a empresa não respondeu.

Confira as principais dúvidas sobre carros guinchados na capital paulista. As informações são da CET.

1 - Quando um veículo pode ser guinchado?

Os veículos são guinchados por estarem estacionados em local proibido. O rol de situações com previsão de remoção está previsto no Artigo 181 do CTB (Código de Trânsito Brasileiro). De acordo com a CET, a prática é priorizada quando "a segurança e a fluidez da via estão mais comprometidas".

2- Como saber se o veículo foi guinchado?

Carro guinchado CET Prefeitura de São Paulo cavalete - Luiz Carlos Murauskas/Folhapress - Luiz Carlos Murauskas/Folhapress
CET, empresa de trânsito da Prefeitura paulista, deixa cavalete para avisar que carro foi guinchado
Imagem: Luiz Carlos Murauskas/Folhapress

Conforme informado acima, sempre quando determinado automóvel é retirado do local de estacionamento irregular com guincho, é deixado um cavalete informando. Além disso, é possível saber para qual pátio o carro foi levado por meio do telefone 156 ou via consulta ao site da Prefeitura de São Paulo, acessando a seção "pesquisa de veículos guinchados" e informando a placa.

3 - Como fazer a liberação do veículo guinchado?

Carro guinchado CET Prefeitura de São Paulo pátio - Robson Ventura/Folhapress - Robson Ventura/Folhapress
Carros guinchados são levados a um pátio da CET; consulta do endereço pode ser feita pela internet
Imagem: Robson Ventura/Folhapress

O proprietário ou seu representante legal deverá comparecer a um dos três endereços do DAT (Departamento de Atendimento a Multas de Trânsito), entre 8h e 17h, levando os seguintes documentos:

+ Certificado de registro de licenciamento do veículo atualizado mais cópia simples

+ RG do requerente mais cópia simples

+ No caso de representante legal, é exigido apresentar a procuração original com firma reconhecida; se a procuração for de pessoa jurídica, é necessário levar também cópia autenticada do contrato social

Endereços do DAT:

+ Shopping Fiesta - Avenida Guarapiranga, 752
+ Shopping Aricanduva - Avenida Aricanduva, 5.555
+ Detran (Departamento Estadual de Trânsito) Armênia - Avenida do Estado, 900

Quanto é preciso pagar para recuperar um veículo guinchado?

+ Multas e IPVA pendentes

+ Remoção de veículo por infração de trânsito. Veja os preços:
- Motocicletas e similares: R$ 227
- Veículos leves (exceto motocicletas e similares): R$ 673
- Veículos pesados (exceto ônibus): R$ 1.505
- Ônibus: R$ 3.508

+ Estadia por depósito de veículo removido. Veja os preços da diária:
- Motocicletas e similares: R$ 18,60
- Veículos leves (exceto motocicletas e similares): R$ 54,90
- Veículos pesados (exceto ônibus): R$ 97,30
- Ônibus: R$ 202

O requerente receberá no DAT uma liberação, em seu nome, para a retirada do veículo no pátio mencionado no documento. A liberação será emitida em nome do requerente, que deve apresentá-la no pátio juntamente com o CRLV do veículo.

Quer ler mais sobre o mundo automotivo e conversar com a gente a respeito? Participe do nosso grupo no Facebook! Um lugar para discussão, informação e troca de experiências entre os amantes de carros. Você também pode acompanhar a nossa cobertura no Instagram de UOL Carros.