PUBLICIDADE
Topo

Carros


Carros

Caoa: chances de compra da fábrica da Ford em São Bernardo são 'remotas'

Fábrica da Ford no ABC encerrou atividades no fim de outubro, com dispensa dos cerca de 600 funcionários que ainda trabalhavam na unidade - Rodrigo Paiva/Folhapress
Fábrica da Ford no ABC encerrou atividades no fim de outubro, com dispensa dos cerca de 600 funcionários que ainda trabalhavam na unidade
Imagem: Rodrigo Paiva/Folhapress

Daniel Neves e Alessandro Reis

Do UOL, em São Paulo (SP)

10/12/2019 12h32

As chances de a Caoa adquirir a fábrica da Ford em São Bernardo do Campo (SP) são remotas, embora as negociações ainda não tenham sido encerradas. A informação é de Carlos Alberto de Oliveira Andrade, fundador e chairman do Grupo Caoa, durante almoço realizado hoje com jornalistas do setor automotivo.

Andrade não deu mais detalhes e sugeriu que o entrave nas tratativas passa por questões sindicais.

O empresário disse também que, independentemente da compra das instalações da Ford no ABC paulista, está conversando hoje com três marchas chinesas para a criação de uma sociedade nos moldes de 51% de participação da empresa brasileira e os 49% restantes para os orientais.

Sem revelar as marcas com as quais está conversando, Andrade disse, ainda, que os planos são de abrir uma nova fábrica em parceria com os chineses - não necessariamente na linha de São Bernardo. O executivo afirmou também que, somente neste ano, já foi cerca de 15 vezes à China para dar andamento às conversas.

Atualmente, o Grupo Caoa é importador oficial da Hyundai e da Subaru no Brasil e mantém é um dos maiores revendedores da Ford no País.

Também mantém sociedade com a chinesa Chery, que resultou na criação da Caoa Chery - montadora de capital misto que hoje produz localmente e comercializa os SUVs Tiggo 2, Tiggo 5X e Tiggo 7, bem como o sedã médio-compacto Arrizo 5. A empresa também vende a versão elétrica do Arrizo 5, batizada como Arrizo 5e, importada da China.

Hoje a Caoa mantém fábricas em Anápolis (GO), de onde saem os SUVs Tiggo 5X e Tiggo 7, da Chery, e também os utilitários esportivos ix35 e New Tucson, da Hyundai; e em Jacareí, no interior paulista, responsável pela produção do sedã Arrizo 5 e do SUV Tiggo 2, ambos da Chery.

As negociações para a compra das instalações da Ford renderam até uma coletiva de imprensa na sede do governo paulista no início de setembro, da qual participaram Carlos Alberto de Oliveira, o governador João Doria, Lyle Watters, presidente da Ford América do Sul, e Orlando Morando, prefeito de São Bernardo do Campo.

Na ocasião, Doria afirmou que o negócio seria concluído em cerca de 45 dias.

Quer ler mais sobre o mundo automotivo e conversar com a gente a respeito? Participe do nosso grupo no Facebook! Um lugar para discussão, informação e troca de experiências entre os amantes de carros. Você também pode acompanhar a nossa cobertura no Instagram de UOL Carros.

Carros