Topo

Testes e lançamentos


Porsche Cayenne adere à moda dos SUVs-cupê no Brasil com motores V6 e V8

Fernando Miragaya

Especial para o UOL, em Gramado (RS)*

28/10/2019 18h20

Em um mundo em que SUV dita regra e SUV-cupê virou modinha, especialmente dentre as marcas de luxo, a Porsche não poderia ficar atrás. A marca alemã apresenta em Gramado, na Serra Gaúcha, a nova derivação de seu maior utilitário esportivo. O Cayenne Coupé chega ao mercado em duas versões com o indefectível caimento acentuado da terceira coluna.

Os preços ainda serão anunciados pela fabricante alemã.

Essa é a base da receita adotada por outros fabricantes premium e esportivos. Isso aí, o Cayenne Coupé vai atrás do que os rivais - BMW X6, Audi Q8 e Mercedes-Benz GLE Coupé - fazem há algum tempo. Para tal, o modelo da Porsche adota um ar bem mais dinâmico do que o SUV "original".

Essa proposta começa por aquele caimento da coluna C mais acentuado, e 2 cm mais baixo que o do irmão - o que explica as reentrâncias no teto dentro da cabine para os dois passageiros do banco de trás. Servem para minimizar qualquer efeito claustrofóbico dentro do SUV.

Inspiração no 911

Mas o desenho mais arrojado também passa pelo para-brisa mais inclinado. Visto de perfil, fica clara a inspiração do modelo no Porsche 911. Além disso, no porte, a variante cupê tem aparência mais parruda. Isso porque esse Cayenne é 1,8 cm mais largo do que o restante da linha.

Dando uma volta pelo carro, outras diferenças saltam aos olhos. A placa traseira foi deslocada da tampa do porta-malas para o para-choque, deixando o desenho mais limpo. Chama a atenção o aerofólio entre o vidro e as lanternas, que está longe de ser cenográfico: a peça se abre automaticamente a partir de 90 km/h, junto com o outro spoiler posicionado no teto — que já existe no Cayenne "civil".

As rodas com aros de 22 polegadas são exclusivas do SUV-cupê. Por dentro, destaque para o quadro de instrumentos configurável. O amplo teto panorâmico do irmão mais velho foi mantido nessa configuração.

O Cayenne Coupé mais barato - os preços só serão revelados amanhã, às 20h - no Brasil usa motor 3.0 V6 turbo, capaz de render 340 cv e 45,9 kgfm de torque. Com o pacote Sport Chrono, faz o zero a 100 km/h em 6 segundos. Já a versão Turbo é equipada com um "vê-oitão" 4.0 biturbo de estratosféricos 550 cv e 78,5 kgfm.

Neste utilitário mais nervoso, o zero a 100 km/h é prometido em 3,9 segundos, com velocidade máxima de 285 km/h. O câmbio é o automático de oito velocidades para ambas as configurações.

O desenho empresta outra proposta, mas compromete o porta-malas. Só que o impacto é até irrisório. O Cayenne Coupé oferece 625 litros - 600 na Turbo - de espaço para bagagens. Bons números, apesar de o SUV "normal" levar 770 litros.

Quer ler mais sobre o mundo automotivo e conversar com a gente a respeito? Participe do nosso grupo no Facebook! Um lugar para discussão, informação e troca de experiências entre os amantes de carros. Você também pode acompanhar a nossa cobertura no Instagram de UOL Carros.

*Viagem a convite da Porsche

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{user.alternativeText}}
Avaliar:

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Testes e lançamentos