Topo

Testes e lançamentos


Fiat Toro Ranch: testamos a picape que a campeã do BBB levou para casa

Divulgação
Imagem: Divulgação

Alessandro Reis

Do UOL, em São Paulo (SP)

25/10/2019 04h00

Resumo da notícia

  • Versão topo de linha da picape tem motor diesel e tração 4x4
  • Toro Ranch vem de série repleta de acessórios, como estribos laterais
  • Capacidade de carga é de uma tonelada, semelhante à de modelos maiores
  • Preço sugerido é elevado: R$ 162.990, sem opcionais

Paula von Sperling, vencedora do Big Brother Brasil, recebeu no mês passado três automóveis zero-quilômetro que ela ganhou durante o programa - dentre eles, duas unidades da Fiat Toro Ranch idênticas, versão mais cara e completa da segunda picape mais vendida do País.

Na ocasião, a ex-BBB disse que daria uma delas ao pai - a família tem uma propriedade rural em Lagoa Santa, na Região Metropolitana de Belo Horizonte (MG).

Versão de topo se diferencia da configuração Volcano por trazer de série acessórios como estribos laterais - Divulgação
Versão de topo se diferencia da configuração Volcano por trazer de série acessórios como estribos laterais
Imagem: Divulgação

Para saber como é o utilitário com tração 4x4 e motor turbodiesel entregue pela Fiat à campeã, solicitamos uma unidade de teste para a montadora. Recém-chegada à linha 2020, a Toro Ranch tem preço sugerido de R$ 162.990 - dinheiro suficiente para levar para casa uma picape diesel maior, porém dificilmente tão equipada.

Outro detalhe: apesar de menor, com porte intermediário entre compactas e médias, a Toro com motorização diesel tem capacidade de carga de modelos maiores. Pode transportar até uma tonelada, embora a caçamba não comporte tanto volume - no caso, 820 litros. Outra vantagem é a tampa traseira bipartida, que outras picapes não oferecem. A título de comparação, uma Toyota Hilux cabine dupla leva até 1.035 kg.

Mesma base do Compass

Toro mede 4,91 m de comprimento e, apesar da caçamba curta, leva até 1 tonelada com motor diesel - Divulgação
Toro mede 4,91 m de comprimento e, apesar da caçamba curta, leva até 1 tonelada com motor diesel
Imagem: Divulgação

Construída sobre a mesma base do Jeep Compass, a Toro também se destaca pela dirigibilidade: traz suspensão traseira independente e a carroceria balança bem menos na comparação com picapes "full-size". A condução está mais próxima à de um carro de passeio, sem contar que as dimensões menores tornam a vida muito mais fácil para manobrar e encontrar vaga para estacionamento.

Por conta dessas características, a Fiat "vende" a Toro como uma SUP (Sport Utility Pick-up), um misto de SUV e picape.

Tudo isso com a robustez e o (relativamente) baixo consumo do motor a diesel, somado à tração nas quatro rodas. Tem até opção de reduzida, que, na verdade, é a primeira marcha mais curta do câmbio automático de nove velocidades, que em condições normais arranca sempre em segunda. O acionamento do tipo de tração se dá por meio de um botão giratório no console central, ao lado da alavanca de câmbio.

Versões a diesel têm tração nas 4 rodas com opção de reduzida; seleção é feita com botão giratório - Divulgação
Versões a diesel têm tração nas 4 rodas com opção de reduzida; seleção é feita com botão giratório
Imagem: Divulgação

A agilidade também está relacionada ao peso. Com 1.871 kg, é cerca de 200 kg mais leve que picapes maiores. Equipada com motor 2.0 diesel de 170 cv e 35,7 kgfm de torque máximo, disponível a apenas 1.750 rpm, vai de zero a 100 km/h em apenas dez segundos, com possibilidade de trocar marchas por meio de aletas no volante - que tem boa empunhadura, é ajustável em altura e profundidade e contribui para uma condução prazerosa.

Verificamos consumo de aproximadamente 7,5 km/l na cidade e de 12 km/l na estrada - números bem melhores que nas configurações da Toro com motor 1.8 ou 2.4 flex, que bebem muito e não entregam o mesmo desempenho.

Vida a bordo

Versão Ranch traz bancos e outros detalhes na cor marrom; mimos incluem ar-condicionado de 2 zonas - Divulgação
Versão Ranch traz bancos e outros detalhes na cor marrom; mimos incluem ar-condicionado de 2 zonas
Imagem: Divulgação

Realmente, a Toro Ranch é cara, mas entrega bastante conteúdo. Na versão mais completa, traz rodas de liga leve de 18 polegadas e itens que nas demais versões são disponibilizados somente como acessórios - como os estribos laterais, o santantônio na caçamba, os para-barros, as soleiras metálicas e o gancho para reboque removível. Da mesma forma que os estribos e o santantônio, a capa dos retrovisores externos é cromada.

Por dentro, a versão Ranch traz bancos com revestimento sintético semelhante a couro e outros detalhes na cor marrom, outra exclusividade dessa configuração. Também oferece itens típicos de carros de passeio luxuosos, como banco do motorista com ajustes elétricos, ar-condicionado digital de duas zonas, sensores traseiros de estacionamento, sensores de chuva e crepuscular, retrovisores com rebatimento elétrico, sensor de chave e partida do motor por botão.

Painel de instrumentos traz computador de bordo em tela colorida de sete polegadas - Divulgação
Painel de instrumentos traz computador de bordo em tela colorida de sete polegadas
Imagem: Divulgação

Também conta com câmera de ré, equipamento que deveria ser obrigatório em picapes e outros veículos de grande porte. A segurança é reforçada com controles de tração e estabilidade com assistente de partida em rampa, porém só há os dois airbags frontais obrigatórios.

Curiosamente, a versão Volcano (R$ 155.990), mais barata, vem de série com sete bolsas infláveis. Um aspecto a melhorar na Toro Ranch.

Na linha 2020, a central multimídia trocou a telinha de cinco polegadas por outra de sete, mais moderna e que agora é compatível com Android Auto e Apple CarPlay e traz navegador GPS integrado. Na troca de linha, a picape também recebeu, em todas as configurações, um aplique plástico na base do para-choque dianteiro. As unidades que a Paula do BBB recebeu são linha 2019.

Para completar, o tamanho mais compacto cobra seu preço no banco traseiro, onde passageiros mais altos vão sofrer para se acomodarem.

Por fim, se você não faz questão dos acessórios nem dos equipamentos, mas quer motor diesel, tração nas quatro rodas e capacidade de carga de uma tonelada, a Toro tem versões com esses atributos a partir de R$ 131.990.

Ficha técnica

Preço: R$ 162.990

Motor: 2.0, 16V, 4 cilindros em linha, turbodiesel

Câmbio: automático de nove marchas, tração 4x4

Potência: 170 cv a 3.750 rpm

Torque: 35,7 kgfm a 1.750 rpm

Aceleração de 0 a 100 km/h: 10 segundos

Velocidade máxima: 188 km/h

Consumo (urbano / rodoviário): 10 km/l / 12,6 km/l

Dimensões: comprimento, 4,91 m; altura, 1,50 m; largura, 1,74 m; distância entre eixos, 3 m

Capacidade de carga: 1.000 kg

Volume da caçamba: 820 litros

Tanque: 60 litros

Peso em ordem de marcha: 1.871 kg

Quer ler mais sobre o mundo automotivo e conversar com a gente a respeito? Participe do nosso grupo no Facebook! Um lugar para discussão, informação e troca de experiências entre os amantes de carros. Você também pode acompanhar a nossa cobertura no Instagram de UOL Carros.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{user.alternativeText}}
Avaliar:

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Testes e lançamentos