Topo

Testes e lançamentos


Novo Mercedes-Benz Classe A Sedan vai custar de R$ 139.900 a R$ 169.900

João Anacleto, Vitor Matsubara

Colaboração para o UOL e do UOL, de São Paulo (SP)

02/07/2019 16h26

Resumo da notícia

  • Sedã do Classe A será trazido do México e pode virar nacional
  • Modelo será mais barato que o hatch para encarar sedãs executivos
  • Carro traz tecnologias como a moderna central multimídia MBUX

O Classe A Sedan foi uma das atrações da Mercedes-Benz no Salão do Automóvel de São Paulo. Revelado com status de uma das maiores estrelas da marca, o carro estrearia até o segundo trimestre deste ano, mas só chegará às lojas no segundo semestre.

Antes da estreia, porém, o colaborador de UOL Carros, João Anacleto, descobriu os preços do sedã. A versão mais barata será a Style, oferecida por R$ 139.900. Já a configuração Advance custará um pouco mais: R$ 169.900.

O modelo virá inicialmente do México (onde é produzido na fábrica de Aguascalientes, na unidade compartilhada entre Nissan e Mercedes), para ter fôlego na briga entre sedãs executivos - leiam-se Volkswagen Passat, Honda Accord e Toyota Camry. Mas vale lembrar que ele é um modelo fortemente cotado para ser nacionalizado, dependendo da demanda do mercado.

Com três volumes bem definidos (nada do estilo acupezado do CLA), o A Sedan tem 4,54 m de comprimento, com os mesmos 2,73 m de entre-eixos do hatch. Porta-malas tem capacidade volumétrica de 420 litros.

Já a motorização é a mesma nas duas versões: 1.3 turbo de 163 cv e torque máximo de 25,5 kgfm.

Embora o visual seja mais simples, o Classe A traz tecnologias já existentes em modelo como o Classe E e Classe S: reconhece bicicletas e pedestres e até função que permite o "car-sharing" (compartilhamento) do Classe A, aplicativos e, claro, o sistema operacional MBUX, com tela de instrumentos e painel central totalmente digitais e unificados, comandados por toques em superfícies sensíveis ou pela voz (nas versões mais completas e caras).

Testes e lançamentos