Topo

Seu Automóvel


Seu Automóvel

PDV da GM para funcionários com limitação laboral rende até 2 Cruzes em SP

Sindicato estima que cerca de 700 funcionários são elegíveis ao plano de demissão voluntária na fábrica de São Caetano do Sul - Leonardo Benassatto/Reuters
Sindicato estima que cerca de 700 funcionários são elegíveis ao plano de demissão voluntária na fábrica de São Caetano do Sul
Imagem: Leonardo Benassatto/Reuters

Alessandro Reis

Do UOL, em São Paulo (SP)

18/06/2019 07h00

Resumo da notícia

  • Plano de demissão voluntária é para S. Caetano e S. José dos Campos
  • Mais de 2.000 trabalhadores são elegíveis, dizem sindicatos
  • Benefícios variam de acordo com enfermidade e tempo para aposentar

A General Motors encerra hoje (18) um PDV (Plano de Demissão Voluntária) exclusivo para empregados com limitação laboral nas fábricas paulistas em São Caetano do Sul, no ABC, e São José dos Campos, na região do Vale do Paraíba.

A proposta de desligamento é voltada a funcionários com alguma sequela ou lesão reconhecida pelo INSS e cobertos por cláusula de estabilidade, informa a montadora.

De acordo com relato dos sindicatos que representam os trabalhadores, a GM oferece a compensação mínima de dois salários e meio, um Chevrolet Cruze LTZ zero-quilômetro e dois anos de convênio médico.

O pagamento pode chegar a 40 salários, 2 Cruzes LTZ e cinco anos de plano de saúde. Segundo sindicalistas ouvidos por UOL Carros, o critério varia de acordo com o tempo restante de aposentadoria e tipo de enfermidade, dentre outros fatores.

O Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos e Região estima que a unidade do Vale do Paraíba tenha atualmente cerca de 1.400 trabalhadores elegíveis ao PDV, enquanto o sindicato de São Caetano do Sul conta com aproximadamente 720 pessoas em condições de aderir ao plano de demissões voluntárias.

Os dois sindicatos informam que os salários serão pagos à vista e que os funcionários que não quiserem pegar o carro têm a opção de receber 60% do valor da Tabela Fipe. O Cruze LTZ, versão mais cara, hoje tem preço sugerido de R$ 108.990, informado no site oficial da Chevrolet.

O sedã médio receberá uma reestilização em setembro, já como modelo 2019/2020.

Confira a íntegra da nova enviada pela GM:

A General Motors informa que abriu um Plano de Demissão Voluntária (PDV) nesta quinta-feira, dia 13 de junho de 2019. O plano é voltado exclusivamente aos empregados com limitação laboral reconhecidos pelo INSS (B91, B94) e cobertos pela cláusula de estabilidade da empresa das fábricas de São Caetano do Sul e São José dos Campos, está em conformidade com os acordos sindicais vigentes e com a lei trabalhista. O prazo para adesão é até o dia 18 de junho próximo.

Quer ler mais sobre o mundo automotivo e conversar com a gente a respeito? Participe do nosso grupo no Facebook! Um lugar para discussão, informação e troca de experiências entre os amantes de carros. Você também pode acompanhar a nossa cobertura no Instagram de UOL Carros.

Mais Seu Automóvel