Topo

Testes e lançamentos


Ford Fusion vai sair de linha nos Estados Unidos em 2020, diz agência

Divulgação
Fusion até vende bem, mas não ameaça líderes da categoria por lá Imagem: Divulgação

Do UOL, em São Paulo (SP)

2019-06-06T12:45:46

06/06/2019 12h45

Resumo da notícia

  • Porta-voz da marca disse que 2019 será último ano de vida do carro
  • Empresa pretende simplificar número de versões oferecidas no mercado americano
  • Focus, Fiesta e Taurus também já têm datas para morrer

A Ford encerrará a produção do Fusion na América do Norte em 2020. Segundo informações da agência de notícias "Automotive News", o fim da linha do modelo foi confirmado por um porta-voz da marca.

"Nossa meta no ano final de produção (do Fusion) é simplificar a oferta e concentrar esforços nas versões mais procuradas: SE, SEL e Titanium", disse Jivan Cadiz, representante da Ford.

Até então, a montadora havia confirmado apenas que o sedã se despediria nos próximos anos, mas sem especificar um prazo. Em 2018, a Ford anunciou que deixaria de produzir todos os seus sedãs para apostar em picapes e SUVs.

Além disso, a empresa decretou as mortes de Fiesta, Focus e Taurus. Entretanto, a falta de definições sobre o futuro do Fusion até animou alguns concessionários nos EUA -- por pouco tempo.

Vendas: bem nos EUA, nem tanto no Brasil

De acordo com a "Automotive News", as vendas do Fusion atingiram 300 mil unidades em 2014 e 2015. Mesmo assim, o sedã ficou longe de incomodar Toyota Camry, Honda Accord e Nissan Altima.

Em 2018, o Fusion teve queda de 17% nas vendas (atingindo 173.600 unidades), mas cresceu 8,8% nos primeiro cinco meses deste ano, chegando a 77.578 carros.

Por aqui, o Fusion existe desde a primeira geração, lançada em 2003. O modelo, que substituiu o Mondeo por aqui, é atualmente oferecido nas versões SEL, Titanium e Titanium Hybrid. O sedã tem duas opções de motorização: 2.0 Ecoboost a gasolina de 248 cv e 2.0 híbrida de 190 cv. Suas vendas, porém, são bem discretas: apenas 629 unidades foram emplacadas de janeiro a maio de 2019, segundo o ranking da Fenabrave (Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores).

Mais Testes e lançamentos