Topo

Testes e lançamentos


Ford EcoSport Freestyle tem bom conjunto, mas perde itens e fica mais caro

Alessandro Reis*

Do UOL, em Salvador (BA)

06/06/2019 07h00

Resumo da notícia

  • Versão teve preço inicial reajustado de R$ 85.990 a R$ 87.290
  • Novidades incluem pintura preta no teto e detalhes pretos brilhantes
  • Porém, faróis e central multimídia ficaram mais simples
  • Motor 1.5 e câmbios manual e automático não tiveram alterações
  • Versão de visual aventureiro é a mais vendida do SUV compacto

Versão mais vendida do EcoSport, a opção aventureira Freestyle ganhou atualizações visuais. Ao mesmo tempo, o SUV compacto perdeu equipamentos e teve aumento nos preços -- com câmbio manual de cinco marchas, passou de R$ 85.990 para R$ 87.290, enquanto a opção automática de seis velocidades custava R$ 91.890 e agora sai por R$ 93.290.

Mais caro, o Eco Freestyle passa a trazer de série pintura preta no teto e nas colunas, contrastando com a cor da carroceria -- a pintura bicolor é uma tendência já adotada por concorrentes como Nissan Kicks e Volkswagen T-Cross, para citar alguns.

Além disso, o utilitário esportivo da Ford ganhou, na configuração aventureira, grade, capa dos retrovisores e moldura dos faróis auxiliares com acabamento preto brilhante. O aplique plástico na parte inferior dos para-choques dianteiro e traseiro traz pintura prata e as rodas de 16 polegadas mantêm o desenho anterior, porém agora são diamantadas. Outra novidade: as maçanetas externas passam a vir na mesma cor da carroceria.

SUV perde itens

A versão Freestyle ganhou máscara negra nos faróis, porém eles ficaram mais simples, sem os projetores. Eles também perderam as luzes de condução diurna de LEDs integradas ao conjunto ótico.

Para completar, a central multimídia Sync 3, com tela tátil de oito polegadas e duas portas USB, foi trocada pela versão 2.5 -- que traz tela menor, de sete polegadas, e apenas uma entrada USB no console. A central também perdeu o sistema AppLink, que permite a instalação de aplicativos diretamente no veículo.

Tanto a central de oito polegadas quanto os faróis mais rebuscados agora ficam restritos às versões mais caras Titanium (R$ 100.890) e Storm 4x4 (R$ 108.390), hoje a única equipada com motor 2.0 flex de 176 cv.

De resto, é o mesmo Freestyle lançado em meados de 2017, quando o EcoSport ganhou a frente atual, opção de motor 1.5 flex de três cilindros e 137 cv e câmbio automático convencional, com conversor de torque, de seis marchas -- que substituiu a transmissão automatizada de dupla embreagem Powershift, alvo de reclamações.

A cabine segue sem alterações, mantendo a parte superior do painel com acabamento emborrachado, os bancos mesclando tecido e material simulando couro, o ar-condicionado digital automático, o volante de couro multifuncional e a tela colorida de 4,2 polegadas entre o velocímetro e o conta-giros. Também traz de série controles de tração e estabilidade com assistência de partida em rampa.

UOL Carros rodou cerca de 60 km com uma unidade automática do novo EcoSport Freestyle 2020 no evento de lançamento, nos arredores de Salvador, na Bahia, e comprovou que o SUV mantém um conjunto equilibrado -- apesar de manter espaço interno reduzido no banco traseiro, especialmente para as pernas, e também no porta-malas, de apenas 356 litros.

O motor 1.5 de três cilindros com bloco e cabeçote de alumínio tem bastante elasticidade e casa bem com o câmbio automático de seis marchas, com trocas rápidas e reduções ágeis ao pisar fundo no acelerador.

Ao subir as rotações, tem alguma vibração, típica de motores de três cilindros, mas nada que comprometa - quem desejar mais performance e conforto tem o EcoSport Storm como opção.

O volante de boa pegada e as suspensões com calibragem um pouco mais firme proporcionam uma direção bem conectada ao motorista -- típica de modelos da marca. A carroceria inclina pouco nas curvas e o carro filtra bem as irregularidades do piso.

O conjunto é bom e a lista de equipamentos, apesar dos cortes, ainda é bem servida. Mas a concorrência está forte e, na faixa dos R$ 90 mil, hoje dá para escolher SUVs compactos tão ou mais interessantes e com mais espaço interno. Para situar, hoje o EcoSport é o sexto SUV mais vendido do país.

Quer ler mais sobre o mundo automotivo e conversar com a gente a respeito? Participe do nosso grupo no Facebook! Um lugar para discussão, informação e troca de experiências entre os amantes de carros. Você também pode acompanhar a nossa cobertura no Instagram de UOL Carros.

FICHA TÉCNICA
Ford EcoSport Freestyle 2020
Motor: 1.5, flex, Ti-VCT, 3 cilindros
Potência: 130/137 cv (etanol/gasolina)
Torque: 15,6/16,2 kgfm (gasolina/etanol)
Câmbio: 5 marchas manual ou 6 marchas automático
Dimensões: 4,27 m (comprimento), 2,52 m (entre-eixos)
Porta-malas: 356 litros
Preço: R$ 87.290 (manual) e R$ 93.290 (automático)

*Viagem a convite da Ford

Mais Testes e lançamentos