Topo

Testes e lançamentos


VW aumenta produção e T-Cross será vendido em 50 países -- até na Ásia

Do UOL, em São Paulo (SP)

2019-04-29T15:50:40

29/04/2019 15h50

Resumo da notícia

  • Marca espera vender modelo em 50 países, incluindo África e Ásia
  • Retomada do 2º turno no PR aumentará produção do SUV
  • Montadora investiu R$ 2 bilhões na modernização de fábrica

A Volkswagen do Brasil retomou o segundo turno de produção na fábrica de São José dos Pinhais (PR) para aumentar a produção do T-Cross.

Segundo a fabricante, aproximadamente 500 funcionários que estavam em regime de férias coletivas temporárias voltaram ao trabalho. Atualmente, a fábrica conta com 2.600 empregados, sendo que mais 60 funcionários serão contratados para trabalhar na produção.

Além da volta do segundo turno, o número de dias de produção na fábrica aumentará significativamente em 2019. Serão cerca de 100 dias a mais que em 2018 (de 150 para 250).

SUV brasileiro será vendido até na Ásia

Assim, a VW espera abastecer a demanda do mercado interno e das exportações. O presidente da Volkswagen, Pablo Di Si, estima que o T-Cross nacional será vendido para 28 mercados da América Latina, além de outros 20 na África e Ásia, chegando a 50 mercados. Com isso, o SUV entra para a lista dos modelos brasileiros mais exportados da VW Brasil, embora ainda esteja atrás de Gol (vendido em 66 países ao longo de sua existência) e Voyage (oferecido em 68 mercados).

No total, a Volkswagen investiu R$ 2 bilhões na produção do T-Cross no Paraná, incluindo modernização e ampliação da fábrica e desenvolvimento do projeto. O complexo paranaense ganhou tecnologia de indústria 4.0, incluindo 239 robôs de nova geração, mais eficientes e mais rápidos.

Mais Testes e lançamentos